Recentes

Tecnologia do Blogger.

Globo picota reprises à tarde sem que haja obrigatoriedade

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Nesta segunda-feira (04) estreou a primeira reprise do sucesso "Celebridade" (2003) no "Vale a Pena Ver de Novo" na faixa vespertina da Globo. E assim como aconteceu com "Senhora do Destino", que também foi exibida originalmente no horário nobre do canal, a tesoura de edição trabalhou. Cenas fortes de violência e insinuações de sexo, por exemplo, tão vistas nas novelas das nove, geralmente não passam na faixa de reprises à tarde.

No primeiro e encurtado capítulo de "Celebridade", a Globo cortou a calcinha à mostra de Darlene (Déborah Secco), porém, mostrou a capa de uma revista masculina, com uma mulher nua e com os seios à Deus dará. Ficamos sem entender nada.

Vale lembrar que em agosto de 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu julgar inconstitucional a regra que obriga as emissoras de televisão a veicular seus programas de acordo com o horário estabelecido pela classificação indicativa. Segundo a maioria dos ministros, a imposição prévia de horário para exibição das atrações é ilegal por tratar-se de censura prévia à programação das TVs.

Assim, os canais não precisam mais cumprir tal regra, dando mais liberdade para a programação de novelas e filmes.

Agora, a produção pode ser mostrada em qualquer horário, sem que a emissora seja multada ou tenha problemas jurídicos - só se ultrapassar os limites, o que será julgado por órgãos como o Ministério Público.

O que vai acontecer é o bom senso das emissoras. Lógico que isso dá mais liberdade, por exemplo, para edição de novelas e séries no horário da tarde. No entanto, a Globo parece não saber o que liberar. A trama de Gilberto Braga é pesada e, pelo visto, a exibição será na base do retalho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recomendamos para você