Recentes

Tecnologia do Blogger.

Novela da IURD escancara Igreja Católica como a prostituta do Apocalipse

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Por essa todo mundo esperava. A Igreja Católica, um dos inimigos declarados do bispo Edir Macedo, líder máximo da seita Igreja Universal do Reino de Deus (Deus?) se tornou assunto negativo na novela "Apocalipse", de Vivian de Oliveira, autora evangélica de texto podre.

Lançada na última terça (21), a novela gerou polêmica já em sua primeira semana ao apresentar como grande vilã da trama a Igreja da Sagrada Luz, uma instituição satânica sediada em Roma e cujos sacerdotes usam vestuário similar à de padres da Igreja Católica. Na trama, a autora deixará claro que a tal da Igreja da Sagrada Luz é a própria prostituta do livro bíblico de Apocalipse.

Por exemplo, o primeiro capítulo mostrou uma reunião de sacerdotes vestidos com roupas semelhantes às do catolicismo – um deles bastante parecido com o Papa. A voz do narrador diz: “São quase 1700 anos espalhando as trevas pelo mundo afora, mas, é claro, tudo muito bem elaborado para parecer divino”. Na sequência, um dos presentes é chamado de sacerdote e em um diálogo fala-se que a instituição é a principal do mundo “e precisa continuar a ser, custe o que custar”.




Só mesmo um cego para não enxergar a ligação da igreja fictícia à Igreja Católica na novela! Acontece que o público enxergou e não viu com bons olhos o ataque da IURD contra a fé alheia. O boicote dos católicos começou antes mesmo da novela estrear e, por sua vez, a audiência não vem correspondendo à altura do mega investimento da Record.

Sem dúvidas, "Apocalipse" é produto dos bispos, encomendado sob medida para propagar a Igreja de Edir Macedo e atacar outras denominações religiosas. Não se podia esperar outra coisa de uma emissora de TV controlada por religiosos.  No fim da contas, "Apocalipse" parece ser a representação perfeita do que verdadeiramente é a Record e a Igreja Universal.

Recomendamos para você