Após ser taxada de homofóbica, Mara Maravilha chora ao vivo

Mara Maravilha
Mara Maravilha fez um desabafo durante o “Fofocalizando”, do SBT, na tarde desta quinta-feira (24), após ser acusada de homofobia nas redes sociais.

A apresentadora foi às lágrimas ao rebater as críticas a respeito de um comentário que fez na edição anterior do programa sobre a personagem Ivana – transgênero de “A Força do Querer”, da Globo.

Sem citar nomes, a cantora mandou um recado aos responsáveis pelos ataques. “Eu quero falar definitivamente e não tocar mais nesse assunto. Vocês estão sendo injustos. Você, impulsionado pelo ódio, eu vou me desprovir de qualquer mágoa”, iniciou.

Visivelmente abalada com a repercussão negativa do assunto, Mara ainda avisou: “Nunca mais me taxe de homofóbica. Porque eu tenho provas e posso ir atrás dos meus direitos. Obrigada aos homossexuais que me amam”.

Mara também contou com o apoio de seus colegas da atração. Mama Bruscheta, por exemplo, saiu em defesa da artista.

“Eu fui uma das primeiras pessoas que brigou com a Mara nesse programa. Mas eu posso falar que a Mara nunca foi homofóbica. A Mara nos respeita e a gente respeita a opinião dela”, declarou.

Leão Lobo, por sua vez, afirmou: “Eu sou gay e sou a favor da diversidade, inclusive a de opinião. Eu dei a minha opinião ontem e ela respeitou, assim como eu respeito a dela”.

A confusão começou quando o programa noticiou a transformação da transgênero Ivana, personagem de Caroline Duarte em “A Força do Querer” – trama das 21h da TV Globo.

Ao ver a imagem da filha de Maria Fernanda Cândido na ficção com cabelo curto, Mara fez a sua primeira observação: “Deus fez Adão e Eva. Agora é Adão e Ivo”.

Em outro momento, Leão Lobo elogiou Gloria Perez pela forma como conduziu a trama, e a morena rebateu novamente: “Tem que respeitar. Mas para procriar ainda é homem com mulher e mulher com homem”.
Tecnologia do Blogger.