Aceitar papel em novela da Record é o mesmo que assinar atestado de óbito

Elisângela interpreta Aurora em "A Força do Querer"
Quando as grandes emissoras de TV resolveram pôr fim nos longos contratos de exclusividade, diversos atores, principalmente aqueles que por anos trabalhavam na Globo, tiveram que entrar para as estatísticas do desemprego e ir para a rua da amargura.

Vira e mexe, tem ator ou atriz pedindo e implorando emprego nas redes sociais e batendo em outras portas. Enquanto vão sendo dispensados, esquecidos ou na esperança de novamente serem chamados pela Poderosa, muitos vão direto para a Record TV, que adora um ex-global para chamar de seu. As únicas vantagens de trabalhar nas novelas dos bispos é garantir o pão ou sair de lá ganhando um processo contra a emissora por algum direito trabalhista.

Visibilidade na Record é quase zero, até por que grande audiência em suas novelas, o canal não tem. De vez em quando, ao sintonizá-la e dar de cara com aquele ex-global, instintivamente o telespectador logo assina um atestado de óbito e dispara: "Achei que fulano tinha morrido, quanto tempo não o vejo na TV", quem nunca?

Lembra da atriz Íris Bruzzi, 79 anos, que foi demitida e processou a Record por direitos trabalhistas? Em certa entrevista, ela desabafou: "Eu fui a uma festa e de repente me apareceu uma senhorinha fofa, que disse: 'Você está linda, eu pensei que você estava morta'. Na Record, a gente desponta para o anonimato. As pessoas pensam que a gente morreu".

Veja o caso da atriz Elisângela. Após quase 50 anos fazendo novelas na Globo, com 30 tramas no currículo, a atriz surpreendeu ano passado quando foi para a Record, onde integrou o elenco de “A Terra Prometida” no papel de Milah, mãe de uma personagem. Quem lembrou ou destacou seu trabalho em curta passagem pela Recó? Sumiu, passou batida!

Antes mesmo da novela bíblica acabar, Elisângela já estava reservada para retornar à Globo, em "A Força do Querer", de Glória Perez. Sua personagem Aurora, mãe sofredora de Bibi (Juliana Paes) é um dos grandes destaques da trama e a ótima atuação da atriz tem chamado atenção do público e críticos de TV.

Curiosamente, muitos dos que saíram da Globo, por encerramento de contrato ou falta de oportunidades e foram para a Record para virar ator bíblico, recusaram novos trabalhos e acabaram retornando à Líder. Os demais não veem a hora de sair de lá por questão de dignidade, valorização profissional e cansaço por estarem na geladeira dos bispos. Vale lembrar que, a depender do artista e do papel, ter visibilidade em qualquer novela da Globo garante muito mais que um salário.

Tecnologia do Blogger.