[slider]

Emissora defende presidente e o coloca como vítima. Veja o vídeo:[combine]

Destaques[three](3)

Notícias da TV[two]

Injustiça[oneleft]

Nostalgia[oneright]

Já leu?[three](3)

+ Detonadas[two]

Veja também[oneleft]

Especial[oneright]

Após pedido de defesa, crime contra Ana Hickmann vai ganhar reconstituição

Por: Redação: 16/03/2017, 22h17 Deve ser anunciada ainda neste mês a data para realização da reconstituição da agressão sofrida pela apre...

Por: Redação: 16/03/2017, 22h17
Deve ser anunciada ainda neste mês a data para realização da reconstituição da agressão sofrida pela apresentadora Ana Hickmann, de 36 anos, informou o advogado da gaúcha, Maurício Bemfica, nesta terça-feira (14).

O crime aconteceu em 21 de maio do ano passado, em um hotel no bairro Belvedere, em Belo Horizonte. A justiça mineira determinou a execução do procedimento no mês passado, após um pedido da defesa.

A reconstituição, segundo o advogado, recebeu autorização judicial para acontecer no hotel onde Ana foi feita refém. O procedimento será acompanhado por peritos de Belo Horizonte, indicados pela promotoria, e por peritos de São Paulo, sugeridos pela defesa.

No dia do crime, um fã da apresentadora invadiu o quarto onde ela estava hospedada, com o objetivo de matá-la, segundo a Polícia Civil de Minas Gerais. O cunhado de Ana, Gustavo Henrique Bello Correa, de 35 anos, reagiu e matou Rodrigo Augusto de Pádua, de 30, apontado como um fã fanático pela loura, com três tiros na nuca, após luta corporal.

O delegado que apurou o caso, Flávio Grossi, alegou que o cunhado de Ana agiu em legítima defesa e pediu o arquivamento do caso. No entanto, em julho do ano passado, o Ministério Público de Minas Geriais apresentou contra Correa uma denúncia por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.

Veja também

Record 3277995555135681876

Busque aqui

Destaques

[x]

item