O passado nebuloso do ex-apresentador barraqueiro da RecordTV Brasília

Por: Redação, 18/01/2017, 13h44
Marcão
Na noite de ontem, a cobra fumou para o apresentador Marcão, que comandava o "Balanço Geral DF", da RecordTV Brasília. 

O infeliz chamou a cantora Ludmilla de "macaca" na última segunda-feira (09) e o fato pipocou somente nesta terça (17). Com todo rebuliço e pedradas que Marcão tem lavado nas redes sociais, o apresentador acabou sendo suspenso do programa nesta quarta (18).

Com fama de fazer barraco e quebrar tudo na TV, Marcão foi contratado pela emissora em setembro de 2016. Veja você o tipinho que a RecordTV contratou para fazer sua audiência disparar: Marcão tem sido alvo de denúncias e investigações nos últimos anos.

- Ex-vereador na cidade de Gurupi, do Estado de Tocantins, ele foi condenado pela Justiça Eleitoral em 2010 e teve os direitos políticos cassados por três anos pela prática de condutas abusivas visando sua promoção pessoal e a obtenção de apoio à sua candidatura, mediante utilização indevida do programa de TV do qual era apresentador. Marcão também foi condenado pela denúncia de assistencialismo em favor de mais de 2.000 pessoas e distribuição de informativo com tiragem de 50.000 exemplares, o que caracterizaria abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação.

- O apresentador também já foi investigado pelo Ministério Público Estadual depois de ser citado em uma investigação comandada pela 1ª Delegacia de Gurupi (TO), suspeito de ligações com a máfia dos caça-níquéis na região. Para a Promotoria de Justiça, o vereador valeu-se da condição de agente público para influenciar comerciantes a instalarem as máquinas em seus estabelecimentos.

Tem mais:
- Em 2011, um jornal local bombardeou Marcão com a denúncia de que ele foi condenado pela Justiça porque deu o calote numa mulher e que tinha se recusado a cumprir a sentença, que era pagar a dívida, acumulada em quase R$ 20 mil. No mesmo jornal, outra acusação apontava que o apresentador usava o programa para fazer chantagem contra quem não contribuía financeiramente para ele.

Em tempo:
1. A hashtag #ProcessaLudmilla é uma das mais usadas no Brasil e faz referência ao caso de racismo que envolveu a cantora com jornalista de Brasília.

2. Ainda nesta quarta, Marcão foi demitido da emissora. Veja!


Tecnologia do Blogger.