12 fracassos da televisão brasileira em 2016

Por: Redação, 07/12/2016, 10h19

Fim de ano chegando e está na hora de avaliar os pontos negativos de 2016 para a televisão brasileira. Apostas foram lançadas na TV aberta, só que deram errado, resultando em fracasso, prejuízo e dor de cabeça às emissoras. Alguns programas imediatamente saíram do ar, outros continuam a patinar no Ibope.

A seguir, 12 fracassos televisivos de 2016. Confira:

1. Olha a Hora!
Lançada em maio como uma grande aposta para a “nova grade de programação” da RedeTV!, o “Olha a Hora!” não ganhou vida longa no canal e o jornalístico acabou saindo do ar. O motivo do cancelamento é único: a audiência.

Nas primeiras semanas foi ao ar das 17h15 às 19h15 e teve a duração reduzida para às 18h, vendendo o horário para a programação religiosa. Luciano Faccioli chegou a ser afastado depois que reclamou e usou de sarcasmo contra a direção do canal. O apresentador foi demitido pela emissora após o cancelamento do “Olha a Hora!”.

2. Sem Rodeios
Substituto do “Olha a Hora”, o programa “Sem Rodeios” acabou repetindo o fracasso do seu antecessor e foi cancelado pela RedeTV!.

A revista eletrônica, comandada por Mauro Tagliaferri, João Paulo Vergueiro e Renata Teodoro, que estreou no dia 8 de agosto, saiu do ar após dois meses.

3. X Factor Brasil
A Band bem que tentou produzir mais um reality de sucesso da TV internacional, como aconteceu com o "Masterchef", mas com o "The X Factor Brasil" tudo deu errado.

O reality apresentado por Fernanda Paes Leme, a cada novo episódio só derrapava na audiência com apenas média de 2.5 pontos no ibope. Além do show dos horrores que foi a seleção, outros fatores contribuíram para o fracasso: time de jurados, candidatos fracos e formato batido da década passada.

4. Rio 2016 na RecordTV
Ao contrário da Globo, a transmissão dos Jogos Olímpicos Rio 2016 foi um fracasso de audiência na RecordTV. Além de não render bons índices durante a exibição das competições, o evento esportivo ainda prejudicou a audiência de várias faixas de horário da emissora da Barra Funda.

A RecordTV garantiu que o mau resultado estava previsto antes mesmo do início da Olimpíada. Segundo consta, a emissora já acreditava que enfrentaria dificuldades principalmente pela concorrência com a Globo e Band. Este fator, aliás, foi o que motivou a Record a não fazer grandes investimentos para as transmissões.

5. Batalha dos Cozinheiros
Após o sucesso da 1ª temporada do “Batalha dos Confeiteiros” no ano passado, a RecordTV investiu em mais um reality culinário para Buddy Valastro, o que acabou não dando certo.

A “Batalha dos Cozinheiros” alcançou péssimos índices fazendo com que a emissora cancelasse novos projetos do chef para o canal. O “Batalha" derrubou a RecordTV para o quarto lugar durante o período do último “Masterchef” na Band.

6. Xuxa Meneghel
Em seu segundo ano na RecordTV, a atração exibida nas noites de segunda-feira desde agosto de 2015 ainda não decolou no Ibope. Como saída e ultimato, a emissora deve transferi-la para o sábado e mudar radicalmente o formato do programa.

Xuxa apanha do Ratinho e também de Patrícia Abravanel, amargando o terceiro lugar em audiência ou posição pior. Além disso, derruba o "Programa do Porchat".

7. A Lei do Amor
A novela das nove encerra o ano fracassando na Globo ainda sem ter conquistado um grande público. Com média em torno de 26 pontos em São Paulo, a trama sofre de vários problemas.

Por exemplo, autores da trama, Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari estão tendo dificuldades em delinear o principal vilão da história, Tião Bezerra. Sofrem, também, com a caracterização de Letícia, a chatinha. Parecem indecisos quanto ao rumo político do enredo e se repetiram demais em alguns personagens.

8. Sol Nascente
A novela de Walther Negrão não conseguiu segurar a mesma audiência e repercussão alcançada pela antecessora "Eta Mundo Bom".

Com uma trama sem sal, japonês fake e protagonistas sem a menor química, a novela derrubou os índices que estavam na casa dos 30 pontos. Apesar de manter-se na meta dos 20 pontos, a novela não agradou o grande público. 

Vale lembrar que o autor tem sido afastado por sérios problemas de saúde. A única graça da novela, Laura Cardoso, a vilã vovó Dona Sinhá, também deixou a trama devido a saúde.

9. Vídeo Show
Este ano tem sido um dos piores para o vespertino da Globo. Virou rotina o programa perder para o "Balanço Geral", da RecordTV, no confronto com a implacável fofoqueira Fabíola Reipert.

A Globo tenta salvar o "Vídeo Show" com constantes mudanças de apresentadores. Convocaram até a atriz Susana Vieira e trouxeram o Miguel Falabella de volta à bancada. Os novos e velhos quadros e um estúdio glass também não salvaram a atração. Desde a saída de Mônica Iozzi este ano, o "Vídeo Show" não foi mais o mesmo.

10. Supermax
Cercada de expectativas antes da estreia, “Supermax” vem fracassando em audiência na Globo. Com apenas 11 pontos de média e chegando a registrar 9 pontos, a série tem os piores índices da história entre as produções do gênero na emissora carioca.

No entanto, a série foi uma experiência estratégica da Globo, que visava conquistar o público mais jovem e já previa uma queda de audiência no horário. Segundo a emissora, o objetivo foi alcançado.

11. Fofocando
O programa de fofocas idealizado por Silvio Santos definitivamente não deu certo. Já foi reprisado na faixa da manhã, mudou de horário umas quatro vezes, perdeu alcance em parte do território nacional e pior: apanha do "Hora da Venenosa", de Fabíola Reipert.

Além de Leão Lobo, Mamma e o Homem do Saco, Silvio contratou Mara Maravilha. A entrada da ex-Fazendeira só piorou a audiência e imagem da atração por conta de suas declarações polêmicas. O "Fofocando" está na berlinda e pode sair do ar.

12. Primeiro Impacto
O dono do SBT novamente interferiu na grade e lançou um jornalístico enlatado que até hoje não deu certo. Logo no inicio, quando não viu resultados, Silvio cortou verba e encurtou a duração do programa apresentado por Karyn Bravo e Joyce Ribeiro e surpreendeu o público e imprensa quando substituiu as âncoras pelo Homem do Saco, do "Fofocando", o Dudu Camargo, de 18 anos. 

Sem audiência satisfatória, sofrendo críticas e perdendo anunciantes, Silvio Santos trouxe de volta a dupla de jornalistas, que passou a dividir o telejornal com o garoto.  
Tecnologia do Blogger.