SBT ignora tragédia da Chape para cobrir divórcio de Luíza Brunet

Por: Luan Costa e Silva, 29/11/2016, 13h42
Edição desta terça (29) do "Fofocando"
Durante toda a manhã e início de tarde desta terça-feira (29), a televisão brasileira movimentou-se na cobertura da tragédia do voo que vitimou 71 pessoas no acidente com a delegação da Chapecoense, na cidade de La Unión, próximo a Medellín, Colômbia. Quer dizer, a televisão brasileira menos a incompetência do SBT.

Apesar de, obrigatoriamente, noticiar o fato durante o matinal "Primeiro Impacto", a emissora de Silvio Santos não voltou a destacar a tragédia na programação com informações atualizadas do jornalismo no decorrer do dia.

O canal exibiu normalmente os desenhos infantis e, logo após, o "Fofocando", que poderia fazer uma edição especial, preferiu enviar um repórter para a porta do Fórum de Justiça de São Paulo para cobrir as últimas notícias do divórcio da modelo e atriz Luíza Brunet, além de falar sobre outras futilidades e fofocas.

Para dizer que o programa não tocou no acidente, brevemente, o vespertino exibiu e reexibiu apenas um vídeo da previsão do vidente Carlinhos, que apontou a queda do avião há dois na TV. Mara Maravilha, de imediato, disse que não curtia o assunto, dando início a um rápido papo sobre o "dom espírita". "O Melhor Pra Você", da RedeTV!, explorou a previsão nesta manhã.

Para compensar a desinformação, o SBT colocou no canto superior da tela a hashtag #ForçaChape.

No final de agosto, em vez de dar atenção ao desfecho do impeachment da então Presidente Dilma Rousseff, na contra-mão, o SBT estava ao vivo no Fórum de Justiça de São Paulo cobrindo uma audiência do cantor MC Biel, acusado de assédio sexual contra uma jovem jornalista. Jornalismo para cobrir fofoca o SBT tem a disposição 24h.

Morreram 71 pessoas, na maioria brasileiros, no maior acidente da história do esporte e para o SBT... o dia foi como outro qualquer.
Tecnologia do Blogger.