Porchat não consegue escapar do "mais do mesmo" da pobre TV aberta

Por: Guilherme Diniz, 18/11/2016, 21h53

O "Programa do Porchat" de um todo não é tão ruim quanto parece. A depender do convidado, do arsenal de piadas e trocadilhos do apresentador e do estado do saco e do humor do telespectador, é claro, a atração se salva. Tentando ir mais além, a Record quer investir em externas com Fábio Porchat. 

Ok... mas, veja a falta do que fazer...

Virou modinha os programas da TV aberta brasileira queimar gasolina para oferecer carona a famosos e desconhecidos. Uma criatividade fora de série.

Creia! Após Luciano Hulk (Vou de Táxi), Marcos Mion (Carona com o Mion), Celso Portiolli e até a Band (Bate e Volta) apostarem em quadros de quatro rodas, agora será a vez de Fábio Porchat oferecer carona. Isso mesmo que você leu. Porchat vai oferecer carona. Esperava tudo, menos essa vagabundagem de sempre.

Ainda neste ano em seu talk show, coprodução do canal com a Eyeworks, o humorista rodará a cidade de São Paulo na hora do rush oferecendo carona a anônimos de volta para casa. A ideia é gravar entrevistas e brincadeiras com pessoas escolhidas em pontos de ônibus ou dentro do transporte coletivo.

Desanimador. Porchat não consegue escapar do "mais do mesmo" da pobre TV aberta. Que, pelo menos, o quadro seja engraçado.

Fábio Porchat grava ronda para seu programa na Record (Adriano Vizoni/Folhapress)
Tecnologia do Blogger.