Acusado de corrupção e culpado por sonegação de impostos é modelo da Tele Sena de Silvio Santos

Por: Redação, 27/11/2016, 20h26

Silvio Santos contratou Neymar para ser o modelo da edição de Natal da Tele Sena. O apresentador escalou o jogador de futebol junto com o pai, Neymar da Silva Santos, a mãe, Nadine, e a irmã, Rafaella.

Os quatro foram fotografados em Barcelona, simulando uma rotina familiar. Esta é a segunda vez que o jogador é a estrela do título. Em 2015, ele posou ao lado da irmã para a campanha da Tele Sena Milionária de Mães.

Neste domingo (27), durante o programa do sorteio da Tele Sena, o dono do Baú ignorou as recentes polêmicas envolvendo Neymar e sua família e apresentou normalmente a peça publicitária. O atacante do FC Barcelona está envolvido num escândalo de corrupção.

Ao contrário de empresas que evitam que sua marca esteja ligada a casos do tipo, o dono do SBT preferiu manter a imagem do jogador atrelada a Liderança Capitalização, empresa pertencente ao Grupo Silvio Santos.

Na última quarta-feira (23), um promotor da Audiência Nacional da Espanha solicitou uma pena de dois anos de prisão para Neymar, acusado de corrupção nos negócios relativos à sua contratação pelo clube entre 2011 e 2013. A peça de acusação foi incluída no processo movido na Espanha pela empresa brasileira DIS, anteriormente dona de 40% dos direitos federativos do jogador.

O Ministério Público espanhol pediu também o pagamento de uma multa de 10 milhões de euros (R$ 35,9 milhões) no processo. Neymar é apenas uma das pessoas investigadas em um caso complexo e com uma imensa repercussão no mundo do futebol.

A família de Neymar, que estampa a Tele Sena de Natal ao lado do jogador, também é acusada de omitir o valor verdadeiro da transação do atleta para o time espanhol. Oficialmente, o Santos e Barcelona haviam declarado logo após a transferência que a negociação representou 17,1 milhões de euros. Mas a Audiência Nacional concluiu que o valor ultrapassou 83 milhões de euros. O jogador e sua família negam todas as acusações.

Em tempo:
1. Em setembro, o atual garoto-propaganda da Tele Sena, foi alvo do desembargador Carlos Muta, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região, que determinou o bloqueio de R$ 188 milhões de Neymar, acusado pela Procuradoria da Fazenda Nacional de sonegar impostos de 2011 a 2013, período em que o jogador ainda defendia o Santos e durante a transferência para o Barcelona. 

2. Em março, pela primeira vez, Neymar foi considerado culpado por sonegação de impostos e fraude.
Tecnologia do Blogger.