Record esqueceu que seu público anda pé-rapado

Por: Luan Costa e Silva, 24/10/2016, 09h42
Marcelo Rezende
Após lançar inúmeros produtos derivados das novelas bíblicas, a Record agora inventou de licenciar produtos personalizados de vários programas da casa. Os bispos criaram uma loja virtual para a venda de produtos.

Como de praxe, a emissora tem feito divulgação maciça nas redes sociais, assim como fez quando inundou suas páginas com produtos de "Os Dez Mandamentos".

O "Cidade Alerta", por exemplo, ganhou canecas, capas para celular, porta copos e mouse pad redondo com a marca do policialesco.

Nada contra e super natural investir no ramo, mas chama atenção o valor salgado das mercadorias.

Uma simples e vagabunda caneca de cerâmica, personalizada com o logotipo do programa apresentado por Marcelo Rezende, custa apenas R$34,90. Prefiro tomar meu café num reaproveitado copo de extrato.

Em lojinhas em ponta de esquina, você encontra um produto parecido por uns 3 a 5 reais, lógico, sem a marca. Uma capinha para celular sai por R$40. Cê é louco! Detalhe: o frete não é grátis.

A Record esqueceu que seu público anda meio pé-rapado, que mal tem condições de sair de casa no fim de semana, fato comprovado pela alta audiência dos programas de sábado e domingo? Só fã abilolado mesmo para comprar essas muambas caras!

A emissora deve estar passando necessidade ou precisando de uma renda extra.

Tecnologia do Blogger.