Cópia do "Me Leva Brasil" completa 10 anos

Por: Guiga Bates, 08/09/2016, 15h42
Samukinha e o nordestino "Rei dos Cornos", na edição da último domingo (04)
No próximo domingo (11), o "Achamos no Brasil", que integra o "Domingo Espetacular", na Record, completa 10 anos.

Por quase nove anos, Renata Alves apresentava o quadro que tem como missão garimpar o "país" em busca de curiosidades. Com a saída da jornalista para o "Hoje em Dia", o repórter crianção Samukinha assumiu a atração.

Dois pontos:

Primeiro, esse quadro deveria se chamar "Achamos no Nordeste". Há muito, a maioria das edições se passam nesta região do país, que a Record insiste em banalizar. É lamentável a estereotipação negativa que a emissora tem feito em cima das figuras nordestinas. Se depender dos bispos, a imagem do nordestino sempre será motivo do pior deboche e sentimento de pena.

Segundo, o "Domingo Espetacular", criado em 2004, desde que nasceu é uma cópia barata do concorrente "Fantástico", da Globo. Xerocando o que pôde, o jornalismo da Record também se inspirou em alguns formatos da revista eletrônica global. Já notou que o "Achamos no Brasil" é uma tentativa frustada e sem graça do "Me Leva Brasil", de Maurício Kubrusly?

Em janeiro de 2000, o irreverente jornalista da Globo estreou o quadro no "Fantástico", que visita diferentes localidades do país, mostrando costumes e características inusitadas dos locais. A pegada de Kubrusly é outra em comparação ao nível do Samukinha.

Sobre a cópia do "Me Leva", impossível de acompanhar. Juro que tentei por algumas vezes. Um completo besteirol. Se na época da Renata era complicado, com o Samukinha piorou. Um quadro sobre o nada, assim como a maioria das pautas do "Domingo Espetacular".

O "Achamos no Brasil" mais parece um pedaço mal-acabado do "Domingo Show", de Geraldo Luís.

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.