Quase parando, novela bíblica apela para o Rio Jordão

Por: Guiga Bates, 08/08/2016, 11h36
Sidney Sampaio grava cena da abertura do Rio Jordão
Já reparou que as novelas bíblicas da Record estão apostando em "abrir" alguma coisa? Mesmo que os eventos se encontrem na Bíblia, o tal do "abrir" é proposital e apelativo. Foi assim com os "Dez Mandamentos" no Mar Vermelho e na segunda temporada quando o chão se abriu para executar hebreus rebeldes.

As duas ocasiões foram amplamente divulgadas pela emissora por 24h até à exaustão. Diferente do Mar, as fendas que se abriram aos pés de Corá não surtiram tanto efeito. A repercussão foi bem menor e logo o público nem lembrava.

Desta vez, em "A Terra Prometida", a Record abrirá o Rio Jordão, fato descrito na narrativa bíblica em que Josué guia o povo de Israel, chegando mais perto da conquista de Canaã.

E, novamente, a emissora começa a encher o saco do público na tentativa de chamar atenção. Os programas e intervalos comerciais já estão dominados pelas chamadas de mais um momento épico da teledramaturgia brasileira.

De cheio, o saco do telespectador já está.

Quem acompanha a novela bíblica sabe muito bem que autor e diretor não conseguem entregar uma trama ágil. Em alguns capítulos, a sensação é que "A Terra Prometida" está quase parando.

Os poucos fatos narrados no livro bíblico de Josué obrigam os roteiristas a arrastaram a trama com as mesmas idiotices vistas nas novelas anteriores, muito romance e intriga, principalmente envolvendo as mulheres hebreias. Adicione as mesmas pregações de sempre e pronto. Não há diferenças em comparação com as terríveis temporadas anteriores quando o assunto é enrolação.

Parada e desgastada, a novela não consegue sair dos 15 pontos no Ibope da Grande São Paulo. Mais preocupante é "Cúmplices de Um Resgate" começando a prejudicar a produção dos bispos. O que fazer para engatar? Abrir do Rio Jordão. E depois? Abrir, ou melhor, derrubar os muros de Jericó.

Fracas e tediosas, as novelas bíblicas da Record vivem de picos provenientes de "aberturas", assim como em "Os Mutantes", que só chamava atenção por conta dos efeitos especiais.

Em tempo:

Por causa da audiência, a Record adiou a importante sequência de “A Terra Prometida”. O rio deveria ter sido aberto na semana passada. Mas a direção preferiu adiar para caprichar nos detalhes. A emissora pretende exibir a abertura do Rio Jordão em 15 ou 16 de agosto. Porém, há sempre aquela desconfiança sobre a possibilidade do canal segurar o rio por mais alguns dias.

Vale lembrar que em “Os Dez Mandamentos”, a Record também adiou várias sequências, inclusive a abertura do Mar Vermelho.

Aguardem! Na próxima novela bíblica os bispos abrirão até as comportas do céu. E se objetivo é explorar a Bíblia de capa a capa, efeitos especiais é o que não faltarão.

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.