Milton Neves quis chamar atenção e conseguiu

Por: Guiga Bates, 17/08/2016, 13h51
Milton Neves
Na tarde desta terça-feira (16), a seleção feminina de futebol e sua torcida tiveram que engolir aos prantos a derrota para a Suécia na Rio 2016 e também morreram de raiva com as declarações polêmicas do jornalista esportivo Milton Neves, apresentador da Band.

O narrador foi ao Twitter e disparou pesadas críticas à seleção. "Querendo xingar, xinguem, mas vamos combinar: futebol de muié é de lascar, não tem graça nenhuma. A mulher é tão sublime em tudo, menos p/futebol", disparou. "Futebol feminino é igual gordo comendo salada: não tem graça nenhuma", reforçou.

Quanto mais Milton Neves tentava se explicar, só piorava  a situação. Os internautas partiram pra cima dele. "Rapaz, abriram os portões do inferno nas minhas mentions", disse. "Gente do céu, vocês estão muitos sensíveis", completou.

É aquilo: como se justificou o próprio narrador, "cada um tem sua opinião". Liberdade de pensamento e expressão é constitucional. Por outro lado, o problema é que, sendo uma pessoa pública voltada para o ramo esportivo e justamente no fervor da Olimpíada, suas declarações realmente foram infelizes. E pior: soaram machistas. Aí sabe como é, né?! Feministas, politicamente correto, patrulha...

Se a intenção do Milton Neves era chamar atenção, conseguiu. Bobo ele não é. Tuitar o que tuitou e ainda sair ileso, impossível.

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.