Galvão e Glória Maria quase saem no tapa na abertura da Rio 2016

Por: Guiga Bates, 05/08/2016, 10h01
Galvão Bueno, Marcos Uchôa, Glória Maria
Nesta sexta-feira (05) foi dada a largada dos Jogos Olímpicos da Rio 2016. As três emissoras oficiais da TV aberta transmitiram a badalada e grandiosa festa de abertura realizada no Maracanã.

Na Globo, a festa contou com a narração de Galvão Bueno, Marcos Uchôa, Glória Maria e Renato Ribeiro. A empolgação, falta de informação e spoilers do principal narrador global acabou por atrapalhar o espetáculo. Irritante sua emoção descomedida.

Em contrapartida, a super abalizada Glória Maria tentou não ficar por baixo. Aproveitando-se de sua categoria, a jornalista corrigia o colega sem pena e disputava a vez de falar. Se dependesse do Galvão ninguém ali conseguiria abrir o bico. Por pouco os dois não saíram no tapa em meio aos desentendimentos e pontos de vista. E ponto para a Glória! Sem medo, botou o Galvão no lugar dele.

Da próxima, que a Globo escale o veterano somente na narração dos jogos e que os narradores de uma cerimônia evitem descrever tudo o que se passa na telinha. Telespectador não é burro.

Na Record, Fábio Porchat comentou a cerimônia ao lado de Adriana Araújo e Lucas Pereira e do comentarista Xuxa Scherer. Sério que os bispos tentaram promover a estreia do humorista através da abertura do Jogos? Porchat excedeu-se nas piadinhas. Ele achou que estava num show de stand up?

Na Band, a narração ficou por conta do trio: Ana Paula Padrão, Ricardo Boechat e do mestre Álvaro José. Elogiados pela discrição, seriedade e conhecimento, o desempenho dos profissionais fugiu do embate entre egos visto lá na Globo e da palhaçada da Record.

Veja também:
O que diabos a Record está fazendo nas Olimpíadas?

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.