Eliana completa 7 anos no SBT com cara de Raul Gil

Por: Guiga Bates, 29/08/2016, 15h00
Eliana na edição deste domingo (28)
É incrível como o SBT consegue juntar num só lugar uma grande quantidade de apresentadores parados no tempo. Entre os acomodados está a Eliana, que neste domingo (28) comemorou sete anos de programa desde seu retorno à emissora de Silvio Santos.

Também é motivo para estudo como um programa tão ruim consegue erguer audiência e manter uma média razoável no Ibope.

Sendo a única mulher, entre as três grandes redes, na guerra por audiência aos domingos e tendo a aprovação do patrão, Eliana tem tudo nas mãos para ser o diferencial do fim de semana. No entanto, ela prefere seguir o caminho mais fácil, na mesma linha de seus colegas e concorrência. Assim, até seu desempenho na função de apresentadora é prejudicado. Pode reparar, a maioria dos programas de auditório do fim de semana é tudo igual, um mesmo formato.

A título de exemplo, a apresentadora está se tornando uma espécie de Raul Gil de saias. Sete anos se passaram e o que mudou no programa "Eliana"? Nada. Medo de arriscar seria o problema. Não duvido que ao completar mais sete anos na casa, o programa estará no mesmo lugar, assim como tantos outros do SBT.

Satisfeita com a pontuação alcançada, Eliana parece não desejar experimentar nos ares, atrair um novo público, quem sabe por mudar o desgastado formato programeco de auditório.

Ela não enxerga o quanto sua atração é ruim a ponto de causar sono? Pessoalmente, não suporto grudar os olhos no programa dela por mais de meia hora, quanto mais encarar absurdas 4 horas! Aquilo parece não ter mais fim. Tenho boas lembranças de seu antigo game show na Record (Eliana no Parque), voltado para o público adolescente, aquilo sim era divertido, impossível cochilar. O atual é idêntico ao extinto e porre "Tudo é Possível".

Neste domingo de comemoração, Eliana apresentou uma edição como outra qualquer. A matéria com a Sandy por pouco não fechou uma hora de duração. A outra externa ficou por conta de Eduardo Costa. De novo esse homem? O programa ainda teve direito a uma festinha vagabunda com toda a equipe do dominical.

No Ibope, a edição festiva (???) não chamou muita atenção do grande público. A atração ficou em terceiro lugar na Grande São Paulo. A edição marcou 9,1 pontos, contra 9,6 do "Hora do Faro" no confronto.

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.