TV aberta é invadida pela onda dos vídeos engraçados

Por: Guiga Bates, 16/07/2016
João Kléber também aderiu aos vídeos engraçados
A situação é mais grave do que se imaginava. Todas as principais emissoras da TV aberta tem apelado para vídeos engraçados na disputa pela atenção do telespectador.

A lista é grande. O "Domingão do Faustão", na Globo, é o mais comedido, café com leite e tradição, não conta. O "Vídeo Cassetadas" tá ar no desde que o mundo é mundo.

Apesar da tática ser antiga, o que nos deixa perplexos é quantidade de atrações que resolveram entrar na onda dos vídeos engraçados. Alguns tentam até disfarçar o formato. Com as facilidades da internet e aplicativos, o exagero e desespero por audiência tomou conta e ocupou o lugar da criação de conteúdo e originalidade.

O SBT é campeão. No "Programa do Ratinho" tem o "Nosso Povo Nossa Gente", no "Eliana" sempre tem o "Famosos da Internet", o "Programa Silvio Santos" apresenta algo parecido com "Os Melhores Vídeos da Internet", e o "Sabadão com Celso Portiolli", caso mais calamitoso, exibe o "Top Zap". Acredite! “Domingo Legal” ressuscitou o “Top 10 da internet”.

Na Band, aos domingos, tem um programa de vídeos engraçados, o "Só Risos", que antecede o "Pânico na Band", que também aderiu a moda com "A Ilha".

Passando o olho na Record, a revista eletrônica "Domingo Espetacular" faz sucesso com o "Bichos Curiosos". O "Balanço Geral SP", mais discreto e fora do habitual, a cada edição apela para emoção com um vídeo tocante da internet, no quadro "Balançou Você".

Até o recente programa de João Kléber passou a exibir vídeos. Mas é o "Encrenca" que sobrevive à custa do "Zap Zap".

Uma guerra já se instaurou. O apresentador do “Encrenca”, Totola, encerrou o programa do domingo (03), mandando um recado direto para o apresentador do "Sabadão", do SBT, ao disparar: “Eu queria mandar um abraço especial pro Celso Portiolli. É o cara que copia melhor o 'Encrenca'”. Ainda tem o boato de que o humorístico da RedeTV! pensa em processar o "Pânico", sob acusação de copiar o quadro dos vídeos com narração. É mole?

O mais engraçado e inaceitável é que os vídeos são repetitivos em praticamente todos os programas citados e facilmente podem ser encontrados na internet, e ainda tem gente que larga tudo para assistir na tela da TV. Que graça! A culpa também cabe ao público passivo e ignorante, que diante de tanta preguiça e incompetência dos canais, engole tudo sem reclamar.
Tecnologia do Blogger.