Record sai em defesa do cunhado de Ana Hickmann

Ana Hickmann em exclusiva ao "Domingo Espetacular" na edição desta (10)
A família de Ana Hickmann foi surpreendida após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais aceitar a denúncia do Ministério Público do Estado nesta última sexta-feira (08) contra Gustavo Correa, cunhado da apresentadora, por homicídio doloso. A medida se opõe à decisão da Polícia Civil que pediu o arquivamento do processo pelo reconhecimento de legítima defesa.

Rapidamente, o jornalismo da Record se movimentou através do "Domingo Espetacular" deste dia 10. "Ana Hickmann e família reagem com indignação ao processo por homicídio contra o homem que salvou a vida dela", disse Paulo Henrique Amorim introduzindo mais uma exclusiva.

Ao lado da cunhada, Giovanna, a apresentadora recebeu em sua casa a equipe do DE. Indignada com a decisão do Ministério Público de Minas Gerais, Ana Hickmann fez um desabafo emocionado sobre a denúncia contra o cunhado.

Durante incríveis 25 minutos de reportagem, a emissora exibiu de tudo um pouco. Depoimentos das vítimas, advogados... Pasmem! Até professor de jiu jitsu e todas formas de convencer o público da "injustiça" por apelar para provas do inquérito que aponta legítima defesa, sentimentalismo e frases de efeito.

No entanto, o "jornalismo verdade" esqueceu do principal: ceder espaço e ouvir o promotor Francisco Santiago e a juíza Ámalin Aziz Sant'ana. Santigo fez a denúncia contra o cunhado da apresentadora. De acordo com ele, o crime não se caracteriza como legítima defesa porque a vítima foi atingida na nuca. O pedido por homicídio doloso, quando há intenção de matar, foi aceito pela juíza.

"Alexandre não consegue entender por que o irmão foi indiciado", falou o repórter. Sério? Se o jornalismo do DE tivesse interesse e procurasse o Ministério Público e Tribunal de Justiça de Minas, quem sabe ajudaria o marido da Ana a tirar suas dúvidas.

Ao que tudo indica, e também não foi mencionado pela reportagem, a Record não tentou averiguar o outro lado da questão. Tampouco, saber da reação dos familiares de Rodrigo Augusto de Pádua, autor do atentado.

Como sempre, a emissora mais uma vez agiu tendenciosamente. Apenas formou opinião, pongando de um lado na defesa do cunhado de sua contratada.

Em tempo:

A apresentadora sofreu um atentado por um "fã" em Belo Horizonte, no dia 21 de maio. O crime aconteceu dentro de um hotel no bairro Belvedere, Região Centro-Sul da cidade. Gustavo Correa matou Rodrigo após este atirar contra sua mulher, Giovana Oliveira, assessora da apresentadora.
Tecnologia do Blogger.