"SBT Brasil" mostra que ainda existe solução

Por: Guiga Bates, 21/07/2016
Thaís Nunes, repórter do "SBT Brasil", em matéria exibida nesta quinta-feira (21)
Quando é para falar mal do "SBT Brasil", falamos com gosto, mas quando é para elogiar, fazemos sem problemas. O principal telejornal da emissora de Silvio Santos, conhecido por ser símbolo de descaso do jornalismo da casa, surpreendeu na edição desta quinta-feira (21).

Qual motivo de tal milagre? O "SBT Brasil", que não tem fama de ir fundo, passou na frente da concorrência e obteve, com exclusividade, as conversas entre os guardas civis e a central de operações da GCM durante a perseguição que acabou com a morte de um menino de 11 anos, no fim de junho, em São Paulo. As gravações revelam possíveis erros dos agentes e da central.

A reportagem especial com duração de um pouco mais de 4 minutos foi conduzida pela repórter Thaís Nunes com ares de documentário e excelente edição de texto e imagens. Sintética, direto ao ponto.

Tá vendo? Deve ser preguiça do SBT. Somente este belo trabalho aponta que não há necessidade de implorar para o público por pautas jornalísticas, quando o canal possui profissionais capazes como a Thaís, Claudio Monõz e Lucas Bueno, responsáveis pela matéria.

Se garimpar pelo departamento de jornalismo, ajustar a direção e criar boa vontade, quem sabe encontra-se a solução.

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook.


Tecnologia do Blogger.