Precisando de ajuda, pai ainda tem que cumprir desafio após exploração

Por: Guiga Bates, 26/06/2016
Alexandre, pai de Nicolly, precisou passar por uma prova para ganhar o prêmio
Vê se isso não é de um tremendo mau gosto e aproveitar-se da fraqueza humana. Neste domingo (26), o explorador "Hora do Faro" exibiu mais um de seus quadros sustentados em alguma história triste.

Nicolly, de dois anos, que nasceu com glaucoma e foi diagnosticada também com uma deficiência auditiva, foi pauta principal do programa durante pouco mais de 1h. No fim, ela e sua família foram até o palco da atração para participar do quadro "Empurrãozinho". Depois de Rodrigo Faro explorar e contar tudo sobre os problemas da família, o pai da menina ainda precisou realizar uma prova para ganhar uma ajuda em dinheiro e prêmios.

Se o Rodrigo Faro realmente deseja melhorar a vida da família, é necessário transformar isso em entretenimento, impondo uma prova? Já não basta a exploração, audiência e faturamento garantido em cima da história?

Mas é aquilo... se não houver a fórmula, não tem programa, nem assistencialismo.

E se o pai não conseguisse cumprir o desafio? Tenho certeza que levaria o dinheiro de qualquer jeito. Afinal, inúmeros patrocinadores "bondosos" estavam na fila de espera para "ajudar" e ser anunciados pelo apresentador em rede nacional. É assim que funciona a humanidade do programa.


Em tempo: 

A pequena Nicolly emocionou o mundo com o vídeo em que vê a mãe pela primeira vez após uma das muitas cirurgias às quais foi submetida. Confira:

Tecnologia do Blogger.