Familiares de músicos e Simony acusam Record de exploração e má-fé

Por: Guiga Bates, 23/06/2016

Apontada por ser exploradora e usar de má-fé, a fama da Record a persegue, não tem jeito. Quem passa por lá ou faz qualquer parceria, sempre sai reclamando do mal costume do canal.

Nesta semana, dois casos chamam atenção.

1. depois que a Record quebrou a cara tentando captar recursos públicos através da Ancine para a produção da minissérie "Mamonas Assassinas", um outro impasse travou o andamento das gravações. Segundo o colunista Flávio Ricco, pessoas próximas aos músicos acreditam que a Record quer explorar a história com sensacionalismo, visando atrair audiência fácil.

Dentre os momentos que as famílias dos Mamonas Assassinas não querem que sejam abordados estão o período em que Dinho trabalhou como stripper e um roubo a um posto de gasolina, cujo dinheiro foi utilizado para a gravação de um CD.

2. Nesta quinta-feira (23), a cantora Simony, que perdeu a final do "Power Couple Brasil", detonou a emissora por se sentir prejudicada pela produção. Ela afirmou em sua conta no Facebook que a Record teria usado a imagem dela e do companheiro de maneira negativa.

Confira a postagem a seguir:


Na grande final (21), o clima estava tão pesado que Simony foi parar no hospital porque sua pressão arterial disparou logo após o término do programa. 

Com 82,4%, Laura Keller e Jorge foram os vencedores do "Power Couple Brasil". Poxa! Com 17,6%, até eu passava mal.
Tecnologia do Blogger.