Por que a Globo insiste tanto em Ana Furtado?

Por: Guiga Bates, 31/05/2016
Além de apresentadora de TV, Ana Furtado é atriz e formada em jornalismo
Quando muita gente escuta o nome Ana Furtado, vem logo uma repulsa, de que ela é chata, antipática, sem talento e tal. Sim, ela transparece essa imagem. Ainda tem a queixa de que Ana só está na TV por causa do maridão, o Boninho, nome de peso dentro da Globo. No entanto, o jornalista José Armando Vannucci garante que a permanência da apresentadora na telinha da Globo se dá por outros motivos.

Acredite se quiser, segundo Vannucci, Ana Furtado é muito bem aceita no Rio de Janeiro e Nordeste. A Central de Atendimento da Globo recebe muitas ligações pedindo referências das roupas e produtos que ela usa. Ou seja, Furtado tem um público. Ainda tem a questão da Globo fazer avaliações. Parece que nestas pesquisas, a esposa do diretor se salva. Apesar desta aceitação, Ana ainda sofre uma certa rejeição do público de São Paulo e Região Sul.

Mas esse quadro pode começar a mudar...

Vamos ao ponto alto. Ana Furtado conduz programas ao vivo, como o "É de Casa". É uma das poucas apresentadoras de TV que conseguem tal feito, sem cometer tantas gafes ou passar vergonha. Semanas atrás, das poucas edições que vi com esses olhos que a terra há de comer, Ana se mostrava impecável na qualidade de apresentadora (nunca achei que diria isso). Tá ficando experiente, dando até uma rasteira nas colegas do matinal.

Particularmente, sempre birrei contra ela. Ana não é lá essas "coca-cola toda", porém, pelo lado profissional, realmente, sou obrigado a reconhecer que a mesma não é de se jogar fora.

Ultimamente, como em outras vezes, Ana substituiu Fátima Bernardes no "Encontro" e não fez feio, recebendo até elogios do público nas redes sociais, talvez o mesmo público que outrora a metralhava. Pasmem! Enquanto ela comanda o programa da esposa do Bonner, a audiência praticamente se mantém intacta. Furtado não tem o que a Fátima se tornou, mas é única que se encaixa na sua ausência.

Se Ana está lá é por que serve e o público deve estar criando simpatia por ela. Se fosse um caso perdido, adeus! Maíra Charken, é um exemplo clássico. 

O que pesou e ainda pesa contra a apresentadora é ser mulher do Boninho. Os programas que incluem Ana ainda tem o dedo dele. Mas, será que casar com um diretor de TV é motivo para desqualificar uma pessoa? Será que Ana não tem suas qualidades? 

P.S. Depois de ter observado o desempenho da Ana Furtado, ao lado de Felipe Andreoli, no comando do "Encontro" na última semana, me perguntando os motivos da Globo apostar nela e agora com o argumento do Vannucci, resolvi publicar este post. Me julguem! Gente, ela é digerível. Com esforço, vocês também conseguem. (risos)
Tecnologia do Blogger.