“Meu Coração é Teu”: uma das melhores novelas mexicanas dos últimos tempos

Por: Márcio Andrade, 30/05/2016
Novela é exibida no SBT às 18h15

Sendo uma adaptação da série espanhola “Ana y los 7” – praxe da Televisa fazer adaptações de produções estrangeiras! – “Meu Coração é Teu” me faz lembrar daquelas saudosas novelas mexicanas infantis que marcaram positivamente a minha vida, a saber: “Amigos para Sempre”, “Carinha de Anjo”, “Cúmplices de um Resgate”, “Gotinha de Amor”, “Luz Clarita”, “Viva às Crianças! - Carrossel 2” (oh, saudade!), etc., etc. e etc.

A começar, pelo excelente tema de abertura “Mi Corazón es Tuyo” cantado por Kaay e Axel. Aliás, isso não é novidade nenhuma, visto a “emissora” mexicana quase sempre soube escolher bem os temas de aberturas de suas novelas. Se lembram da música de “A Usurpadora” (“La Usurpadora”) cantada pela Pandora? E de “A Madrasta” (“Viveme”) pela maravilhosa Laura Pausini? E de “Maria do Bairro” (“Maria la del Barrio”) pela Thalía? Enfim, são muitos.

“Meu Coração é Teu” se diferencia um pouco das demais produções da Televisa, devido ao fato desta novela não ter um diálogo tão dramático. Convenhamos, neste quesito, ela é insuperável. Não é à toa que as suas novelas são conhecidas, ao menos no Brasil, como dramalhões mexicanos. E nada tem a ver por ser uma trama infantil; pelo contrário, é neste segmento mesmo que a “matriz” do SBT costuma caprichar, especialmente quando uma personagem infantil fica triste e, consequentemente, chora. Aí começa…

E o que está mais me surpreendendo é o texto, acreditem!, ser inteligente. Claro, por se tratar de uma adaptação latina, sempre terá seus exageros. Ademais, isso quase se torna imperceptível, pelo conjunto da obra. Sem contar – creio eu, em razão de que não entendo muito de dramaturgia – as boas interpretações dos principais atores: Ana Leal (Silvia Navarro), no papel de protagonista, cuidando ou tentando cuidar das 7 “crianças”; Isabela (Mayrín Villanueva), como antagonista, sendo um grande exemplo de “falsiane” com Alicia (Isidora Vives); e, obviamente, Fernando (Jorge Salinas) que possui 7 filhos no folhetim e 6 na vida real, inclusive, não se surpreenda, dois pares de gêmeos: o primeiro par, com sua ex-esposa Fátima Boggio; o segundo, com sua atual Elizabeth Álvarez. Fazendo papel de si mesmo? Caso sim, Caio Castro curtiu isso.

Protagonista e seus sete filhos. Novela tem o estilo comédia
romântica
Brincadeira à parte, é uma comédia romântica bastante boa e gostosa de se ver. E, principalmente, para àqueles que possuem filhos pequenos, não precisam ficar preocupados com algum conteúdo impróprio para menores de idade. Talvez o SBT tenha cortado as cenas mais fortes, sei lá, para a adequação do horário, o que acho pouco provável.

Parabéns, SBT, pela ótima aquisição! E, mais ainda, à Televisa, pela produção, apesar de ter sido mais um… “remake”. Novidade se não tivesse sido.

PS: Produtor Executivo da novela: Juan Osorio. Um dos personagens: Sebástian (Emilio Osorio). Ou seja, filho do… produtor. “Pistolão”? Hum… Até tu, Televisa?
Tecnologia do Blogger.