Vítima de estupro coletivo aparece em três jornalísticos na mesma noite

Por: Guiga Bates, 30/05/2016
Neste domingo (29), adolescente vítima de estupro coletivo apareceu em três programas de emissora diferentes
Esta semana, um caso animalesco chamou atenção do Brasil e do mundo. Uma adolescente de 16 anos foi estuprada no sábado (21) numa comunidade da Zona Oeste do Rio. Segundo a polícia, a garota foi violentada sexualmente por uns 33 homens.

A imprensa, na obrigação de informar, caiu em cima. Neste domingo (29), três programas jornalísticos da TV aberta de diferentes emissoras praticamente estupraram o caso. A adolescente apareceu concedendo entrevista ao "Fantástico", "Domingo Espetacular" e "Conexão Repórter".

Às 20h30, quando começou o "Fantástico" na Globo, o "Domingo Espetacular", da Record, correu e exibiu uma matéria de Vinícius Dônola comandando o depoimento da garota em sua "primeira entrevista a uma emissora de TV". Ela revelou que teve medo de ser julgada e não contou à polícia pela certeza da impunidade aos responsáveis. Por ser menor, a voz dela estava distorcida, o que gerou reclamações dos internautas pela falta de legendas. Ao todo, dedicou-se treze minutos somente a reportagem exclusiva.

Na revista eletrônica da Globo, às 21h58, a repórter Renata Ceribelli conduziu uma entrevista seca de perguntas e respostas diretas. Renata disparou: "E você tem absoluta certeza que sofreu um estupro coletivo?". A garota destacou o descaso do delegado responsável pelo caso e as ameaças que tem sofrido nas redes sociais. Durante a entrevista compactada em 6 minutos, a adolescente, assim como na Record, estava aparentemente calma e não chorou. Quando indagada sobre o que desejava para aqueles homens, a jovem respondeu: "Uma filha mulher" . Nas redes sociais, o depoimento dividiu opiniões.

No SBT, Roberto Cabrini, jornalista que adora abordar temas como prostituição, drogas e estupro, também ouviu a garota num "passo a passo" e foi além do crime ao abordar outras informações da jovem, como uso de drogas. Por sinal, o jornalístico trouxe informações bem pesadas. A equipe de reportagem ainda foi até o local onde a menina foi estuprada. Como de praxe, toda a edição do "Conexão Repórter" foi dedicada ao caso. O programa foi ao ar lá pela meia-noite.

Em tempo:

1. Bom... além da barbárie, o que também chamou a atenção do publico é o fato da garota ter condições emocionais e psicológicas para conceder entrevista a três emissoras de TV e quem sabe outras mídias. Boatos que ela também estava utilizando redes socais depois do ocorrido. Para alguém que sofreu um mega-terrível estupro, sua recuperação foi rápida. Segundo Cabrini, a mãe da garota concedeu a autorização para o SBT.

2. Nas três entrevistas praticamente ela repetiu as mesmas declarações. No entanto, para quem viu o programa completo do Cabrini, dúvidas sobre o caso pairaram no ar.

3. Com tamanho rebuliço, não surpreende a ninguém emissoras de TV correrem atrás de uma exclusiva do caso. Virou até piada nas redes socais:
4.  Vinícius Dônola trabalhou tão bem na condução da entrevista que nem parecia ser Record. Dônola também foi responsável por tocar uma exclusiva com Ana Hickmann no último domingo (22). Muito elogiado pelo profissionalismo e serenidade ao tratar de assuntos tão delicados. Uma raridade na emissora dos bispos.

Mudando de assunto

1. Ainda neste domingo (29), Rogério Olberg, novo namorado de Suzane von Richthofen, disse em entrevista a Geraldo Luís, exibida no "Domingo Show", da Record, que perdeu emprego e amigos e que tem sido hostilizado nas redes sociais após ter assumido o seu relacionamento com a detenta, famosa no Brasil inteiro por ter planejado a morte dos próprios pais em outubro de 2002.

2. Horas depois, o "Domingo Espetacular" se aproveitou, reeditou a matéria do Geraldo e exibiu novamente.

No "Fantástico"...
... no "Domingo Espetacular"...
... no "Conexão Repórter"
Tecnologia do Blogger.