Desde quando a Globo virou um reduto de fracassados?

Por: Márcio Andrade, 05/05/2016
Rafael Cortez no "Vídeo Show"

Quem é mais ou menos do meu tempo, tendo entre 26 e 30 anos, conhece a qualidade das contratações da Globo. Lembram? Jô Soares e Serginho Groisman, do SBT; se não me engano, também a autora Glória Perez. Ela, à época, contratava por somente dois motivos: primeiramente, no que tange às concorrentes, porque verdadeiramente acreditava no potencial da pessoa; segundo, pois, a mesma tirava gente delas, caso tivesse se destacando, para enfraquecê-las.

Atualmente, o que vemos? Rafael Cortez, era do “CQC”, e fora contratado pela Record; não entendo por quê até hoje. Nunca vi nada demais na capacidade dele. Posteriormente, voltou para o programa da Band, e afundou, juntamente, com ele. Qual o resultado? Sucedeu ser contratado pela “Poderosa”. Nem Sigmund Freud explica isso.

Recentemente, Marco Luque. Não conheço nenhum trabalho relevante deste, além do extinto humorístico argentino. O máximo que fez neste programa – com devido perdão da palavra – foi sentar a bunda na cadeira atrás de uma bancada, e ficar falando piadas escritas pelos roteiristas.

Há certo tempo, Felipe Andreolli e Monica Iozzi. O primeiro, pelo que me lembro, não vinha bem algum período com o “CQC”; ademais, o seu programa “Deu Olé!”, o qual a emissora da família Saad, cansada dos dribles da baixa audiência, sacou-o do ar. A segunda, não consigo entender como que entrou para o programa supracitado, quanto mais para a Rede Globo.

Quem viu a decisão daquela competição, a qual a Monica participou para ser o novo integrante do humorístico, sabe muito bem que a sua concorrente tinha sido e era melhor do que ela. Neste caso, obviamente, a beleza, mais uma vez, se sobrepôs à meritocracia. Depois vem a hipócrita, demagoga e populista, criticar o Miss Brasil por este ter exclusivamente mulher branca!

Perante estes fatos, que conclusão podemos tirar? Fracassar na Band, é a melhor coisa que existe! Você só vai para uma emissora maior. Não deveria ser o contrário? Lembram igualmente do Otávio Mesquita e da Nadja Haddad que foram para o SBT? Então… Não vou entrar em detalhes, pois já falhei sobre isso noutro post.

Além de tudo, ainda bem que eles não fracassaram na RedeTV!, de outro modo estariam na rua. Apesar que, eu acho que não há muita diferença entre estar na rua e na… RedeTV!, visto que, estando no anonimato, ninguém te vê; trabalhando nela, idem.

Parece ator pornô: vive traçando.
Tecnologia do Blogger.