Bundas repercutem mais do que a própria novela

Por: Luan Costa e Silva, 18/05/2016
Não postaremos a bunda de David Junior. Detona TV é um site de família. HAHA
Bunda, bunda, bunda. E o que se pode dizer da faixa de novelas da Globo lá pelas 23h. É a paixão nacional e estereótipo sexual.

Não sei você, mas sinto-me incomodado toda vez, nas poucas vezes, que tento assistir "Liberdade, Liberdade" e coincidentemente a tela é tomada pela bunda do David Junior. Ou quando o Mateus Solano aparece como veio ao mundo. Ou seja lá qual personagem for, tipo a Maitê Proença e sua dublê de bunda. Eu conservador? Nada! Busco a qualidade na TV e não enxergo o exagero de bundas como parte disso.

Solano já avisou: "Ser for para contar uma linda história, eu vou mostrar até o meu 'útero'." Jesus!

Assim aconteceu com "Verdades Secretas" e "Felizes para Sempre?", as bundas de Rodrigo Lombardi e Paola Oliveira chamaram mais atenção do que o próprio personagem ou história para contar. 

A bunda se tornou o elemento mais esperado nas novelas e séries das 23h. Nudes é tendência, é pop. Quanto maior e desenhada for a bunda, o sucesso e aceitação do público é certeiro. Tem mais repercussão do que a própria trama.

Antigamente as cenas de sexo dos folhetins globais não passavam de insinuações. Hoje, o negócio evoluiu, movimentos e realismo levam o público à loucura. Nas redes socais, então!

Particularmente não encaro as bundas de hoje como parte do artístico, é pura apelação do canal para chamar atenção. O que uma bunda acrescentaria a trama? Faz parte do contexto? Nada, gente! 

Ter uma bunda bonita e voluptuosa é ganho de vida. As bundas já devem estar fazendo teste para entrar nas novelas globais. Literalmente.

Às vezes o pessoal de casa nem quer e tampouco está interessado em história, atuações e tal. Foi-se o tempo. Agora, querem ver bundas acompanhadas da saliência entre os personagens. "Como será a bunda do ator? Vamos esperar que daqui a pouco ela aparece". O horário permite e para alegria da geral, a Globo liberou a baixaria em "prol da arte".
Tecnologia do Blogger.