"Velho Chico" apresenta problemas e precisa urgentemente de reparos

Por: Vitor Nobre, 20/04/2016
Selma Egrei, destaque em "Velho Chico" na pele de Encarnação
Desde que estreou no dia 14 de março, substituindo “A Regra do Jogo”, “Velho Chico” tem encantado os olhos dos telespectadores. Mesmo com uma estética incomum no horário das 21h, a novela de Benedito Ruy Barbosa ainda não emplacou em audiência como esperado, o que vem preocupando a Globo.

Além da desconexão dos personagens da primeira e segunda fase da trama, um dos prováveis motivos para a novela ainda não ter engrenado, é com certeza o tom lúdico adotado pelo diretor Luiz Fernando Carvalho. A confusão causada no público pela estética da novela é notável. As roupas, por exemplo, muitas vezes carnavalescas, deixam um aspecto de novela de época, mesmo a trama se passando nos dias de hoje. Nas redes sociais, diversas foram as reclamações e chacotas por causa de um celular que deu o ar da graça em uma das sequências do folhetim. “Só a Globo mesmo. Nessa época nem existia celular, quem dirá um celular desses.”, diziam a maioria dos telespectadores. Como supracitado, a desconexão dos personagens da primeira e segunda fase é um incômodo. Alguns personagens da nova fase pouco lembram os personagens da fase anterior. Afrânio é um grande exemplo. O personagem que na pele de Rodrigo Santoro foi um show a parte, hoje chega a ser intragável, graças a Antônio Fagundes, sua boca mole e sua peruca ridícula.

Histórias mal explicadas ao público também fazem parte da segunda fase da trama. Além dos personagens Eulália e Clemente terem simplesmente sumido na nova fase, Padre Romão e Chico Criatura continuam com as mesmas caras após 28 anos. Nem uma maquiagem de envelhecimento foi usada nos personagens.

Camila Pitanga certamente é um grande acerto na novela. Depois da chata, desastrosa e insossa mocinha Regina de "Babilônia" (2015), o pé atrás com a escalação da atriz era inevitável. Mas, Camila segue mostrando ser uma ótima atriz vivendo Tereza em “Velho Chico”. Destaque para as cenas de embate da personagem com Afrânio, onde a atriz rouba a cena. Fechando o primeiro mês com audiência razoável, apesar de já ter superado em 4 pontos a audiência das antecessoras “Babilônia” e “A Regra do Jogo”, a trama de Bené chega, por várias vezes, a fechar abaixo da novela das 19h, “Totalmente Demais”.
A Globo parece está pronta a implementar as mudanças necessárias ao folhetim. Segundo o site Notícias da TV, a emissora pretende deixar a trama mais condizente com a realidade, ágil e com mais romances. Luiz Fernando Carvalho segue resistindo contra a decisão da emissora, que por enquanto, está somente negociando com o diretor.
Tecnologia do Blogger.