"Os Dez Mandamentos": Em meio ao elenco tão ruim, dois se salvam

Por: Guiga Bates, 23/04/2016
Vitor Hugo e Marcela Barrozo
Nesta sexta (22), sem nada para fazer, dediquei (ou perdi) meu tempo assistindo um capítulo inteiro de "Os Dez Mandamentos", na Record. Uma sessão de tortura. Só queria entender como uma desgraça dessas consegue atingir 14 pontos de média no Ibope. Um mistério! Ao contrário do que pensam os bispos e fanáticos, duvido muito que seja intervenção divina, até por que as obras do Todo-Poderoso são "níveis". Ainda bem que os índices empacaram e não subiram como tanto sonhava a Record. 14 pontos é um exagero. A novela é muito ruim.

Diante de meus modestos olhos, apenas dois atores do gigantesco e desnecessário elenco da novela se salva. Sim, por que quase todo o casting merece descer as profundezas da terra quando o chão se abrir nesta segunda temporada. Seria um favor.

Detalhe: até os atores mais experientes (ex-globais) estão passando vergonha nesta novela. Eu entendo. Só o fato de atuar numa novela da Record, é motivo para desmotivação profissional. Que fase!

Quem seriam essas raridades que se salvam em "Os Dez Mandamentos"?

Hugo Vitor. O cara consegue por si só movimentar a trama toda vez que aparece. Rouba a cena na pele do ordinário Corá. Seu talento transcende o péssimo texto e direção da novela. Se você crer em milagre, acredite, ele faz milagres com o texto meia-boca da adaptadora Vivan de Oliveira. Ainda bem que logo será enterrado vivo e poderá procurar um trabalho decente que realmente valorize sua competência. Tá se perdendo na Record.

Outra que se destaca no meio de um elenco tão fraco é a jovem Marcela Barrozo, intérprete de Betânia. Coitada, melou sua carreira aceitando um papel desses. A personagem vive um dilema, procura sua filha. Dilema mesmo é onde enfiaram a atriz. Na verdade, tinha que ter sido escolhida uma atriz mais velha para fazer a Betânia nesta segunda temporada, porque Marcela Barrozo tem 24 anos e parece ter bem menos, uns 18, 19. A suposta filha dela na novela, a Emma (Brenda Sabryna) tem 18 anos e quando estão juntas em cena parecem irmãs e não mãe e filha. Um erro grotesco dos vários cometidos nesta "super-produção"! Mesmo assim, a lindinha consegue impor segurança e seriedade num trabalho desse.

O resto do elenco... entrego nas mãos de Deus!
Tecnologia do Blogger.