Marcelo Rezende faz piada com relações sexuais das vítimas

Por: Guiga Bates, 18/04/2016
Marcelo Rezende ao comentar o caso de Sandra
Marcelo Rezende não somente anuncia os casos de violência no "Cidade Alerta", como também faz piada de cunho sexual com o nome do falecido, a maioria mulheres, que são vítimas de crimes passionais. É revoltante! Me mostre onde foi parar a ética e respeito do jornalismo da Record!

Nesta segunda (18), Rezende contou mais um caso. Se tratava da Sandra que foi morta pelo marido. Ao contar a história dos envolvidos, em como eles se conheceram (informação pífia e desnecessária), o apresentador utiliza termos pejorativos e constrangedores ao dizer que a vítima fazia "sapeca-iaia", e "só pensava no sapeca". Por várias vezes fez questão de enfatizar o lado íntimo.

Que diabos tem a ver as relações sexuais do casal com a notícia? Estes desagradáveis e medíocres comentários, que emanam da língua imoral do apresentador, não é de agora. Em qualquer caso, em que se faz uso daquela porcaria de simulação, Rezende extrapola em sua narrativa.

Me pergunto como fica a família da vítima ao assistir tamanho deboche com o nome e memória da ente querida. Se forem pobres e sem instrução, possivelmente vibrarão ao aparecer concedendo entrevista na TV ou permitirão tal banalização somente para ver um parente seu ganhar 15 minutos de fama, nem que para isso ele precise sofrer humilhação depois de morto.
Tecnologia do Blogger.