"Eles decidem": o desnecessário quadro do "Fantástico"

Por: Guiga Bates, 11/04/2016
Tadeu Schmidt
O "Fantástico" ainda é uma das melhores opções e raridade assistível de um domingo tão desanimador da TV aberta. Em meios a reportagens investigativas e outras variedades, pra todos os gostos, sempre tem uma coisa ou outra que não desce. A exemplo do "Eles decidem". Sem condições.

Colocar 20 "palpiteiros" andando atrás do envolvido é ridículo e tosco. Pior é acatar decisões de gente que você nunca viu e que nem te conhece. Adeus lições sobre autonomia e "cada um colhe o que planta".

Um "drama" de família tomou conta do episódio de "Ele Decidem" deste domingo (10). Leila e Lerivaldo são pais da Nicole, jovem bailarina de 10 anos com um futuro promissor. Nicole foi selecionada para ser aluna da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, filial do Ballet Bolshoi, a mais respeitada escola de balé do mundo, mas, para isso, ela vai ter que ir morar em Joinville (SC) por 8 anos.

Leila e Lerivaldo têm mais dois filhos pequenos além de Nicole, e toda a vida da família está estruturada em São Paulo. É impossível que todos se mudem para Joinville, mas a menina pode ir viver com uma família social. Leila e Lerivaldo devem deixar a filha de 10 anos ir morar em outra cidade e se afastar deles por 8 anos para ir estudar na melhor escola de balé do mundo? (GShow)

Quem decide e influencia a decisão final é o grupo. Bizarro e desnecessário! Apenas entretenimento e cachê, né? Quem no fundo se submeteria a isso? Forjado e nada convincente.
Tecnologia do Blogger.