Antônio Fagundes bota a perder todo o trabalho de Santoro em "Velho Chico"

Por: Guiga Bates, 16/04/2016
Antônio Fagundes como Afrânio
Deus do céu! Impossível não comentar a desgracença que é o desempenho de Antônio Fagundes na nova fase de "Velho Chico", novela das 21h, de Benedito Ruy Barbosa.

Rodrigo Santoro, brasileiro e Hollywoodiano com louvor, deu um show de interpretação na pele do aspirante coronel Afrânio nas primeiras fases da novela. Poxa! Que pagassem um milhão ou mais pra ele e que o deixasse dar continuidade ao trabalho. Trabalhoso, pois o processo de envelhecimento do personagem seria um sapeco para a produção e sabe-se lá como anda a agenda e boa vontade do ator, né? Um milagre tê-lo feito voltar para a teledramaturgia brasileira.

Quando você olha para o Fagundes em cena, consegue lembrar do Afrânio de Santoro? Claro que não! A começar pela caracterização escandalosa do cabelo liso emperucado e roupas pra lá de chamativas. Ser coronel deve ter subido a cabeça do personagem a ponto de deixá-lo brega.

Nas cenas dramáticas que envolvem mais tensão, Fagundes desgraça o texto com aquela boca mole. Parece que a dentadura tá pulando dentro da boca. Ô nervoso da peste! E outra, tá canastrão demais, sempre foi. Nunca muda, passa décadas e parece repetir os mesmos papéis. O tom dado ao personagen pelo Fagundes é o oposto do Afrânio jovem. Proposital?

Com toda essa experiência, será que ele não se deu ao trabalho de estudar o Santoro em cena? Acho que não! Botou tudo a perder! Eu hein! #VoltaSantoro!

Tecnologia do Blogger.