"Quem matou" a criatividade de João Emanuel Carneiro?

Por: Guiga Bates, atualizado em 09/03/2016

Max (Marcello Novaes) foi assassinado em "Avenida Brasil', ideia desnecessária do JEC
O "Quem matou?" é um dos clichês mais intrigantes e vagabundos da teledramaturgia brasileira. Este recurso geralmente é usado pelos autores para movimentar uma trama fraca ou fracassada e também para fechar com chave de ouro uma novela de sucesso. Assassinando um dos personagens da trama, o autor desencadeia uma investigação acerca da identidade do responsável pela morte. Em muitos casos, o rebuliço se torna interessante e válido, deixando o público na maior expectativa pela resolução do crime.

O "Quem matou?" tem história na Globo. Janete Clair começou a matar no final da década de 1960, lançando o recurso no Brasil, em "Véu de Noiva", depois em "O Astro" (1977) com a morte de Salomão Ayala. O resultado foi espantoso.

Gilberto Braga seguiu os mesmos passos de Clair, se tornando responsável por uma grande carnificina em suas tramas. Em "Água Viva" (1980), Braga mobilizou o país ao matar Miguel Fragonard. Em "Vale Tudo" (1988), matou Odete Roittman, mistério que definitivamente parou o país, entrou para história da TV. Em "Força de um Desejo" (1999), provocou o assassinato do Barão Henrique Sobral. Em 2003, matou Lineu Vasconcelos, em "Celebridade'. E os crimes não pararam. Em "Insensato Coração" (2011), Norma Pimental foi apagada. Recentemente, para salvar uma bomba de novela, Gilberto assassinou Murilo em "Babilônia" (2015), não deu certo, o pior "Quem matou?" de sua carreira.

Outros autores também aderiram as mortes misteriosas. Sílvio de Abreu usou da artimanha maquiavélica. Em "Passione" (2010), Silvio matou Saulo. Foi em "A Próxima Vítima" (1995) que o autor se consagrou na arte de matar, mortes sequenciais e misteriosas dominaram toda a trama para alegria do público.

João Emanuel Carneiro, um dos principais autores do Brasil e consagrado pelo mundo afora, também não perdeu tempo em provocar um "Quem matou?". Em 2006, Estevão foi morto em "Cobras e Lagartos". Em "A Favorita" (2008), no início, houve um "Quem Matou Marcelo Fontini?". A morte de Max também movimentou os capítulos finais da badalada e inesquecível "Avenida Brasil" (2012).

Matou pela primeira vez, o ciclo é vicioso. JEC novamente voltou a usar este recurso agora em "A Regra do Jogo". Gibson, o grande vilão da trama, foi assassinado nesta última semana de exibição e até o momento o mistério ronda os personagens da novela. É válido? Sim. O personagem de José de Abreu é odiado pelo público e dar um fim nele seria justo. Nesta reta final, a trama tem rendido recordes de audiência e recuperado os índices que a morte de Murilo, de "Babilônia", não conseguiu reerguer. A novela está estourada e atiçar o público com uma morte misteriosa não faria mal. Pode ser que esta morte misteriosa, seja a chave para esclarecer as pontas soltas da novela.

No fundo, quem não resiste a um assassinato bem bolado numa trama que tem repercutido? Pessoal de casa pode até reclamar, mas adoram quando isso acontece. Consequentemente a trama é tomada por suspense e aguça a curiosidade do telespectador. Dependendo do sucesso da novela, o bate-boca, apostas e muitas indagações por parte do público é garantido, além de impulsionar a audiência até o capítulo final.

Por outro lado, o problema é que o tal do "Quem matou?" já está saturado. "De novo?". Está mais batido do que a bala que matou Odete Roittman. Por mais gostoso ou macabro que seja (Record emocionada), é visível a falta de criatividade do autor em montar outra estratégia para fechar a trama com dignidade. É a quarta novela em que o JEC usa o recurso. Será um novo Gilberto Braga? 

"A Regra do Jogo" não é símbolo de novelão, uma colcha de retalhos. O autor de alguma forma sairá queimado. Se os motivos e revelação do assassinato do Gibson forem convincentes, tudo bem. Pelo contrário, é o JEC que se tornará a próxima vítima de sua carência criativa, dando início ao misterioso "'Quem Matou' a criatividade de João Emanuel Carneiro?". Quem souber, morre!

O que você acha desta artimanha intrigante e ao mesmo tempo saturada? Comente abaixo no Disqus!

Veja também:
Quem matou Gibson? Conheça seis prováveis assassinos do "Pai"
Tecnologia do Blogger.