Quem é Paulo Henrique Amorim e Britto Jr para criticar o jornalismo da Globo?

Por: Guiga Bates, 18/03/2016


A Globo tem feito a maior cobertura jornalística entre as emissoras de TV do país e tem chamado atenção pela minuciosidade e intensidade ao expor todos os ângulos do maior escândalo que este país de político corrupto já viu. Os fanáticos acusam a Globo de articular golpe contra o governo federal e manipular a massa. Por outro lado, grande parte do público tem aclamado e vibrado com cada jornalístico global que tem batido na tecla das investigações.

O "Jornal Nacional" tem se tornado o principal alvo do pessoal condizente a corrupção. Não é só a militância petista que anda azedada com a Globo. Contratados da Record andam cutucando a emissora pela cobertura.

Na última quarta (16) quando o JN divulgou os grampos telefônicos entre Lula e Dilma, o apresentador Britto Jr, da Record, resolveu se pronunciar:
Paulo Henrique Amorim, apresentador do "Domingo Espetacular", como de praxe, também aproveitou a mesma edição do JN e publicou em seu blog o vídeo a seguir:



Primeiro, este dois jornalistas deveriam colocar de lado a hipocrisia e olhar para o próprio rabo. Devem estar tão interessados na maravilhosa "Velho Chico", da Globo, que não se deram conta de que no mesmo horário, o "Jornal da Record" tem dado o mesmo destaque ao tema.

Como assim, se a Record é aliada ao governo? Por exemplo, Edir Macedo doou a bagatela de R$ 10 milhões para a campanha reeleitoral do PT, da Dilma em 2014. (Aqui) Por audiência, com medo de ser ofuscado pelo furacão global ou por sentir o cerco se fechando, os bispos devem ter esquecido da aliança feita com o PT. (Atualizando: A Record e IURD romperam com o PT nesta última semana) Que dó! Enquanto o "Jornal Nacional" tem cravado média de 30 pontos no Ibope (bateu 35 nesta quinta), o JR apanha ou sofre nas mãos das criancinhas de "Carrossel", no SBT.

Segundo, quem são estes dois para criticarem o jornalismo da Globo? Ex-contratados, cheios de amor e ódio reprimido. Britto Jr, depois de muito anos de trabalho na emissora, se mudou para a Record em 2005 e hoje se encontra na geladeira, esnobado e esquecido pelos bispos. Quem era Britto, né? Toda vez que a Record sofria severas críticas por parte da imprensa e do público, ele estava lá, pronto para defendê-la com unhas e dentes. A admiração deve ter esfriado. Um jornalista reduzido a nada, pior, atingiu o fundo do poço ao apresentar "A Fazenda"... depois reclamam do Bial.

Britto trabalhou na emissora dos Marinho por mais de 20 anos e disse que a razão por ter saído do canal carioca foi a falta de perspectiva no campo de entretenimento. Em 2012, em entrevista a revista Sexy, Britto disse que consideraria uma proposta da Globo pelos seus serviços. “Não posso ficar aqui na Record pensando em outra emissora, mas não dá para ficar de costas para o mercado”. Sei!

E o que dizer do Paulo Henrique Amorim, severo crítico da Globo? Não é aquele jornalista que hoje se resume na TV por apresentar matérias de bichinhos engraçadinhos e aparecer no "Domingo Espetacular" de hora em hora somente para anunciar reportagens? Sem falar na rejeição que sofre por parte do público do DE.

Boatos que o Paulo Henrique Amorim já embolsou R$ 2,6 milhões dos governos petistas para usar seu blog como arma contra o Juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato que investiga a participação do PT no roubo de bilhões de reais da Petrobrás. (Aqui)

Então, quer dizer que PHA é amiguinho do Lula? Não era seu inimigo ferrenho? Se perdoaram? Talvez você não saiba, mas o próprio Amorim, em agosto de 1998, acusou no telejornal "Jornal da Band", o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva por adquirir apartamento e carro por meio ilegal, em meio a campanha eleitoral presidencial. No entanto, investigações comprovaram a legalidade e Lula entrou com processo contra o apresentador. Na época, o ódio contra Lula era tão grande, que Amorim desejava por o ex-presidente na cadeia. Hum...como as coisas mudam....o que não faz milhões na conta...

Quem é Amorim para falar de ética? Desde que o jornalista saiu da Globo em 1996, vive a atacá-la de todos os modos. Quando foi demitido da Band, levou nas costas cinco processos por conta de acusações contra a emissora. A ficha do jornalista é cheia de problemas judiciais. Ali Kamel, diretor de jornalismo da Globo, adora o Amorim. O jornalista Global Heraldo Pereira também partiu para justiça contra PHA após sofrer atos de discriminação racial, por pouco o jornalista da Record não viu o sol nascer quadrado.

Se eu tivesse um histórico desses teria vergonha de querer bancar imparcialidade e justiça. Quando todas as provas contra certo partido e políticos corruptos se escancararem e se consolidarem de uma vez por todas, a ponto de provocar sua queda, Britto Jr e Paulo Henrique Amorim serão lembrados por serem condizentes a corrupção e seguirem a linha contrária a liberdade de imprensa nesse país. Curioso, eles são jornalistas, não?

No caso do PHA em especial, ele não se sente livre para falar o que bem entende no seu blog? O "Jornal Nacional" também não deveria, ainda mais se tratando de assunto de interesse público? Se o principal telejornal da Globo focar em bichinhos, provavelmente ganhará um amigo. Sobre seus argumentos contra o jornalismo da Globo, é apenas conversa FIADA saindo de um jornalista visivelmente inflamado e comprado pela cor vermelha.

Não se espante se este senhor do "Olá, tudo bem?" virar a folha por interesses sórdidos, mesquinhos ou puro ódio. Amorim, definitivamente, não é aquele jornalista digno de nos fazer cogitar pôr a mão no fogo por suas convicções. Já pensou se o mesmo for demitido da Record? Talvez não, ele está no lugar certo. Caso contrário, os bispos estarão lascados com sua conversa AFIADA.
Tecnologia do Blogger.