Para barrar Chico Anysio no Gugu, Ratinho volta a apelar para Pílula do Câncer

Por: Guiga Bates, 10/03/2016
Programa do Ratinho, quarta (09)
A guerra de audiência entre Gugu e Ratinho tem rendido. Nesta quarta-feira (09), os dois programas apelaram para pautas pra lá de chamativas e repetitivas.

No SBT, Ratinho falou sobre a Pílula do Câncer e recebeu no palco pacientes que fazem uso do medicamento, entre outras curiosidades do fosfoetanolamina sintética. "Vão dizer que é apelação", tentou se defender. "Hoje o programa foi melancólico", admitiu o apresentador depois do um chororô. Não é a primeira vez que o "Programa do Ratinho" aborda este assunto.

Nas últimas duas semanas, o apresentador deu grande espaço para debater o tema em seu programa. Ratinho fez um desabafo emocionado no programa de quarta-feira (24/02). Após exibir uma matéria que falava sobre a liberação da pílula do câncer, o apresentador se revoltou com a situação da saúde pública no país e contou um drama vivido pela sua própria família. Apelação? Não deixa de ser, o assunto rende audiência. Melhor do que aquela baixaria de sempre. Depois da Pílula do Câncer ser tão batida no programa, os parlamentares aprovaram imediatamente na Câmara o projeto de lei que liberava o uso do medicamento para pacientes que tem tumores malignos. O projeto segue para o Senado.

O curioso é que o Ratinho tem enfiado esta pauta justamente nas quartas, único dia de confronto com o Gugu. Estratégia? Sei...Nas duas últimas edições sobre a Pílula do Câncer, Ratinho perdeu no Ibope para o "pintinho amarelinho".

Gugu entrevista Malga Di Paula
Do outro lado, a família do humorista Chico Anysio foi destaque durante todo o programa do Gugu, na Record. Primeiro, com a matéria sobre o que realmente aconteceu com o neto de Anysio. Rian Brito estava desaparecido desde o dia 23 de fevereiro. O corpo do rapaz foi encontrado em Quissamã, no Norte Fluminense, na quinta-feira (03). A mãe de Rian, Brita Brazil, fez revelações sobre a morte do filho. Puro sensacionalismo do programa que se aproveitou do momento.

Em seguida, o próprio Gugu conduziu sua "grande reportagem" envolvendo a viúva de Chico Anysio, Malga Di Paula. Excessivamente o apresentador bateu em duas teclas: se Chico o queria processar depois de ter copiado o formato da "Escolinha do Professor Raimundo", e um tal de segredo comovente que a viúva descobriu após a morte do Chico. A Globo foi citada negativamente. Segundo a víuva, o humorista entrou em depressão após a "Escolinha" ser retirada do ar e que Malga não conseguia ver a "Nova Escolinha" como uma homenagem. "A entrevista foi gravada antes da morte do Rian", justificou o apresentador após a exibição da longa matéria.

Um detalhe: É espantosa a pressão que a produção do Gugu impõe em cada matéria do programa. Trilha sonora cinematográfica impactam cada declaração dos entrevistados. Foi possível ouvir Hans Zimmer e suas composições para "Piratas do Caribe" e "Batman", de Nolan. Chega a ser cômico. Até o tema de Nárnia se ouviu.

Bom, apelando ou não com o mesmo assunto por três quartas seguidas, Ratinho deve ganhar uns pontos e crédito pelo efeito e repercussão da pauta explorada. Não conquistou a vice, mas surtiu efeito em Brasília, pelo menos. Qualquer grito ou "apelo" em prol do tratamento de doentes portadores de Câncer deve ser levado em conta. Enquanto o Gugu...sem comentários.

Comente abaixo no Disqus.
Tecnologia do Blogger.