Globo Play foi mal planejado e deixa a desejar

Por: Vitor Nobre, 17/03/2016
Globo Play funciona em diferentes tipos de tela
No final do ano passado, o Grupo Globo anunciou o novo aplicativo de mídia sob demanda da TV Globo, o Globo Play. Completando a lista, que já contava com os serviços GloboSat Play, MultiShow Play, GNT Play, Telecine Play, e vários outros serviços dos canais do Grupo Globo. O Globo Play veio com a proposta de ter todo o conteúdo da Globo em suas mãos. Nesse quesito, o aplicativo cumpre bem com a sua promessa, mas deixa a desejar em vários outros pontos.

Quando o serviço de Streaming foi anunciado, a própria TV Globo avisou que o Globo Play consumia muitos dados, e recomendava o uso da rede Wi-Fi. Realmente faz todo o sentido usar o serviço utilizando a conexão Wi-Fi, até porque você não quer ver o seu pacote de dados indo embora por causa da metade do capítulo de uma novela. No entanto, o aplicativo assusta pelo seu uso excessivo de dados. Isso faz com que o serviço perca um pouco de sua proposta inicial, que é poder contar com a programação da Globo em suas mãos a qualquer lugar. Serviços como o NetFlix, por exemplo, não consomem tantos dados de seu pacote quanto o Globo Play, o que mostra que o serviço ainda é bastante limitado.

Falando em limitações, o aplicativo para Smart TVs peca pela falta de funções e acessibilidade. Para se ter uma ideia, a lista com os capítulos e episódios das atrações é completamente desorganizada e caso você queira assistir a um capítulo em específico, você precisa ter a data exata em que o mesmo foi exibido. Caso a novela seja mais antiga, você ainda tem que navegar por um calendário infinito até achar o tal dia da exibição do capítulo. Você também tem a opção de rolagem, onde todos os capítulos ficam em ordem de exibição e novamente você tem que navegar até achar o que você quer assistir.

Um outro problema envolvendo o aplicativo para Smart TVs, é que os títulos mais recentes ou que estão no ar, rodam perfeitamente, mas títulos mais antigos engasgam, travam e dão uma dor de cabeça. Eu mesmo desisti de assisti a novela “Avenida Brasil” (2012) por esse problema. A minha conexão de 10 Mega parece não ter dado conta do aplicativo da Globo. Outro problema bem chato é que o aplicativo desloga da minha conta por várias vezes, me obrigando a recolocar o meu login e senha. Embora não tenha acontecido esses problemas no meu smartphone ou no computador, é bem frustrante tentar usar o serviço na minha TV e não obter sucesso.

As propagandas também irritam no serviço pago da Globo. Se o cliente paga por um serviço “On Demand”, é justo que ainda seja obrigado a ver propagandas de 30 segundos? E o pior, sem o direito de pulá-las. Pelo amor de Deus, né!

O Grupo Globo pareceu despreparado para tal investimento. Tanto o aplicativo para TVs, quanto para os smartphones precisam de uma atenção maior no quesito acessibilidade. Os aplicativos são bonitos, mas poderiam ser mais simples e com funções mais acessíveis. O app é pesado e sua interface deixa a desejar por ser confusa demais.

Disponível para iOS, Android, smart TVs das marcas LG, Sony e Samsung, além do dispositivo Chromecast, atualmente estão sendo desenvolvidas versões compatíveis com TVs conectadas Philips, Panasonic, além da Apple TV.

Você acha que o Globo Play foi precipitado e precisava de mais planejamento? 
Tecnologia do Blogger.