Domingo, o dia mais HORROROSO na TV aberta brasileira!

Por: Márcio Andrade, 15/03/2016



Quando está perto de chegar o dia de Domingo, você não sabe se comemora ou lamenta. Comemora, para quem trabalha exaustivamente durante a semana, e nesse dia é de descanso. Lamenta, pois, para quem tem unicamente a televisão aberta como forma de entretenimento, e não, a títulos de exemplo, uma TV por assinatura e/ou internet de alta velocidade, está lascado.

A começar, por aquele “Domingo Legal”, que de… legal não tem nada. Este programa parece que só tem um quadro: “Passa ou Repassa”. Pior: a maioria de seus participantes, quando não são funkeiros, os quais, sabe se lá, não tenham terminado direito nem o ensino fundamental, visto as “músicas” que eles “cantam”, são integrantes ou ex-integrantes das novelas infantis do SBT, principalmente e, mais precisamente, à época, “Carrossel” e “Chiquititas”. Atualmente, “Cúmplices de um Resgate”.

Você vai pra Record, e se depara com o programa “Domingo Show”, que quando não está entrevistando algum artista decadente e quase no ostracismo televisivo, está entrevistando alguém descoberto pela internet, com certo “talento” a ser mostrado para o seu ídolo.

Voltando ao SBT, agora na Eliana, geralmente ela está entrevistando alguma sub-celebridade para causar polêmica, tipo Thammy Gretchen, que a gente nem sabe o que ela/ele (sujeito indeterminado?) é na vida. Alguns dizem que está na mídia somente porque virou ou se descobriu gay. Se intitula “atriz/ator” (que dúvida danada!). Imaginem se não fosse…

Novamente à Record, nos deparamos com o “Hora do Faro”. Este, o seu lema, deve ser o “quanto pior melhor”. Ou seja, quanto maior for a desgraça na vida da pessoa, melhor para o programa. Aí reina o assistencialismo, em busca de audiência fácil e, consequentemente, faturamento. Reparem: nesses quadros, normalmente, sempre tem algum anúncio de uma empresa estatal. Vocês sabem por quê, não é?!

Sério. No Domingo, com todo respeito, se você ver TV aberta, ou por que não tem nada mais relevante na vida pra fazer, ou não tem outra opção, ou então é masoquista. Das três uma. Quer uma boa sugestão? No mínimo, vá beijar na boca de alguém que é a melhor coisa que você faz! Pare de contaminar o seu precioso cérebro com essas porcarias! Com certeza você merece algo melhor!
Tecnologia do Blogger.