Coadjuvantes ofuscam protagonistas de "Eta Mundo Bom!"

Por: Júlio Henrique, 20/03/2016
Bianca Bin, Marco Nanini e Camila Queiroz

A atual novela das seis, a bonitinha “Etâ Mundo bom!” tem agradado o público, o que é refletido nos números em audiência. Até os coadjuvantes agradam, chegando até a ofuscar os protagonistas da trama.

Vale fazer uma observação e elogiar o desempenho da atriz Camila Queiroz. No melhor núcleo da novela, a iniciante impressiona. Num curto espaço de tempo entre seu outro trabalho na TV, a Angel de “Verdade Secretas”, a moça mudou completamente, não há quase nada de trejeitos comuns entre Mafalda e a modelo do outro folhetim de Carrasco. Mafalda ofusca quase que completamente a protagonista da novela, a Filó de Débora Nascimento. Filomena é uma personagem chata, repetitiva e burra. Sem falar nos rumos ruins que Carrasco dá a personagem.

Outra que brilha e ofusca a sofrível Filó é a empregada Maria (Bianca Bin). Bianca mostra nítida evolução em relação aos seus outros trabalhos, como a irritante e mimada Açucena de “Cordel Encantado”. Mesmo tendo que enfrentar uma série de situações repetitivas e um parceiro de cena canastríssimo (Celso, Rainer Cadete), Maria emociona e nos faz torcer por ela. Torço para Filomena e Celso irem pro espaço e Maria e Candinho (Sergio Guizé) sejam o novo casal protagonista da trama.

Outra atriz que sofre com um parceiro de cena ruim é Priscila Fantin (Diana). Enquanto Fantin tem experiência com o texto teatral e genérico do autor, Rômulo Neto (Braz) joga fora um bom papel e atrapalha sua parceira de cena.

Sergio Guizé (Candinho) está bem no papel principal e evolui desde seus últimos trabalhos (Alto Astral e Saramandaia), mas os rumos do personagem são lentos e entediantes. Em contra partida, seu parceiro de cena, Marco Nanini (professor Pancrácio) brilha e arranca boas gargalhadas do público com seus disfarces e personalidade sagaz. Uma volta triunfal do veterano as novelas.
Tecnologia do Blogger.