Ignorantes e retrógrados não conseguem rir do novo humor da Globo

Por: Guiga Bates, 09/02/2016, atualizado em 28/06/2016
Sucesso no "Jardim Urgente", Welder Rodrigues largou Jajá e Juju do antigo "Zorra Total"
Uma das melhores reformulações que a Globo fez nos últimos anos foi mexer na linha humorística, por exemplo, retirar o Renato Aragão do ar e dispensar o tupiniquim Maurício Sherman do "Zorra Total". Esses refugos do humor difamavam a emissora pela péssima qualidade e atraso humorístico. Um constrangimento. Ao mesmo tempo criou uma legião de fãs mentalmente preguiçosos e abobalhados que se contentam apenas com um bordão, piada previsível e gritaria.

Tomando vergonha na cara, a Globo partiu para uma nova era, o humor de verdade e inteligente. Por ser considerado inteligente a parcela ignorante do público não curtiu.

É comum ler pelos sites que tratam do assunto ou nas redes sociais, manifestações do pessoal do contra que prefere voltar aos tempos do humor batido e sem graça estilo "Zorra Total". Não tem nem graça uma piada dessas!

Mas por que querem retroceder? Pelo simples fato da nova pegada estimular o pensamento e crítica. Depois reclamam de que a Globo emburrece e atrasa o país. Vai entender esse povo!

Nunca antes se viu um programa de humor tão inteligente como o "Tá No Ar", de Marcelo Adnet, Marcius Melhem e Maurício Farias. Sucesso de crítica e público "mais esperto", atualmente pode ser considerado o melhor humorístico da TV brasileira. Um show satírico e anárquico. Alguns podem até apontar que o "Tá No Ar", não tem nada de novo, que o "Casseta" ou "TV Pirata" já fez igual. Será? Já deram uma olhada a fundo pelo menos? Pode até lembrar, mas é completamente diferente.

O novo "Zorra" segue a mesma linha com previsão de aprimoramentos. Uma pena que a série de Miguel Falabella, "Pé na Cova", chegou ao fim. O humor negro que brincou com a morte e debochou da tragédia humana deixou saudades.

O "Mister Brau", série de Jorge Furtado, tem sambado na cara da sociedade tirando onda com a ascensão social do negro e denunciando sutilmente o racismo.

Os ignorantes e retrógrados estranham por que foram acostumados ao humor boboca para retardatário rir. O quadro mudou, a Globo resolveu corrigir o mau costume de certo público desprovido. Se não curtirem, não tem problema. Ainda há um tal de "A Praça é Nossa" para suprir a necessidade da preguiça mental.
Tecnologia do Blogger.