Fim do talk show: A Globo espremeu o Jô Soares?

Por: Guiga Bates, 22/02/2016, atualizado em 06/09/2016, 08h00
Jô Soares apresenta desde 2000 o "Programa do Jô" na Globo
Uma bomba daquelas pegou todos de surpresa no fim de fevereiro desde ano. A Globo anunciou que o talk show de Jô Soares não mais continuará no ar a partir do ano que vem. O "Programa do Jô", principal do gênero na TV brasileira, terá seu fim após 16 anos na madrugada da emissora.

Segundo a empresa, a decisão foi de comum acordo. A renovação de seu contrato que se encerra neste fim de ano até então era incerto. Pelo fatos que se antecederam, entende-se que a Globo espremeu o Jô aos poucos, até ficar insustentável a relação. Comum acordo ou pressão?

Desde que Danilo Gentili despontou nas madrugadas do SBT, Jô se viu por diversas vezes na vice-liderança, situação incomum e incômoda. Em 2014, Jô adoeceu e não voltou mais o mesmo. Seu famoso sexteto de músicos se transformou num quarteto e sua plateia acabou sendo reduzida.

Com o passar dos anos, Jô foi jogado pela madrugada a dentro sem definições de horários, impossibilitando seu público de acompanhá-lo com regularidade. Pegue esse caldeirão de insatisfação e imagine aquela sensação de que a qualquer momento pode perder o posto para alguém mais jovem? Na época, Marcelo Adnet rondava o horário com a promessa de um novo talk show. Hoje, sabe-se que Pedro Bial ocupará a faixa.

Tudo bem que a Globo renovou contrato, mesmo com o apresentador doente e na má fase em meados de 2014. Mesmo assim! Tá na cara que o Jô não suportou a situação e desrespeito por parte da Globo. Vai saber o que acontece de verdade nas salas de reuniões. A emissora também pecou em anunciar tão cedo o fim de atração. Esta temporada nem tinha começado e já criou-se um clima de velório. Inadmissível!

Jô Soares é dos tempos áureos e raros da TV Brasileira. Surgiu da melhor fase em meio a grandes nomes. É o melhor apresentador de talk show da TV brasileira. Sua irreverência, assim como sua experiência na comédia o tornam único no ramo. Os de hoje não beiram a inteligência, o nível de cultura e talento que Jô acumulou por 28 anos entrevistando, fora os outros tempos de TV e teatro.

Outro detalhe, o fato dele apoiar abertamente um partido político não o diminui. Nos últimos tempos, Jô passou a ser perseguido por militantes partidários e gente que não aceita a liberdade de escolha. País democrático, cada um ponga para o lado que quer. Problema dele.

Saindo ou não da Globo, Jô está imortalizado na telinha, poderia fazer TV até o fim de sua vida. Daqui até lá, se você curte, aproveite seus últimos momentos na Globo na incerteza do que ocorrerá depois.

Veja também:
Embate épico: Faustão não deixou Jô Soares falar

Aproveite e curta nossa fanpage no Facebook
Tecnologia do Blogger.