Em "Eta Mundo Bom!", Rainer Cadete está caricato ou é intriga da oposição?

Por: Guiga Bates, 29/02/2016

Rainer Cadete
Na semana passada, a colunista Patrícia Kogut deu um zero graúdo para o desempenho de Rainer Cadete em "Eta Mundo Bom!". Walcyr Carrasco, o autor da trama, assumiu as dores. Revoltado, detonou a avaliação da colunista. Carrasco deixou claro que é pura intriga da oposição.

O ator interpreta Celso, um vilãozinho assim, mais ou menos. Seu personagem é o segundo sobrinho de Anastácia (Eliane Giardini) é manipulado pela irmã, Sandra. Boêmio, ele frequenta o Taxi Dancing e em casa costuma assediar (e maltratar) Maria (Bianca Bin), que trabalha lá como empregada doméstica.

Então...Olhando bem...E não é que a Kogut estava corretíssima? Cadete não convence no papel. Caricato demais, infantilizado e robótico.

Se em "Verdades Secretas" o ator soltou exageradamente todas as frangas na pele da biba louca, também caricata, Wisky, em "Eta Mundo Bom!", está jeitoso demais, de dar nos nervos.

Rainer não é ruim, bom também não é. A culpa em parte recai sobre o próprio autor, conhecido por seu texto teatral e entupido de didatismo, beirando a artificialidade. Se o ator não tem experiência, mal conseguirá se encaixar no estilo de Walcyr. Repare em outros nomes do elenco, como Marco Nanini, cheio de bagagem, consegue impor vida ao complicado texto.

Outro fator que anda prejudicando a atuação de Rainer é a ambientação de época. Não se pode cobrar muita informalidade e variação linguística. É necessário ser fiel e natural a década de 40. É neste ponto que Rainer se perde. Ele segue o texto à risca, mas não soa natural. A simples leitura do texto fica evidente. Lembre-se de que o autor detesta e ameaça matar quem acrescenta "cacos" em seu trabalho.

Rainer é inexperiente? É. Só tem seis novelas no curriculum, ainda tem muito que aprender e um longo caminho a percorrer. Se é que vai. Depende do Walcyr, seu defensor e amiguinho do peito.

O que você acha do desempenho do Rainer Cadete na novela? Comente abaixo no Disqus.

Tecnologia do Blogger.