Como projeto de vilã, Atena foi a grande decepção de “A Regra do Jogo”

Por: Ton Estevão, 25/02/2016


“A Regra do Jogo” entrou em suas últimas semanas e já podemos tirar algumas conclusões definitivas.

Uma das grandes expectativas de todas as novelas do João Emanuel Carneiro são as vilãs. Sempre lindas, loiras e extremamente más, essas personagens costumam roubar a cena e ser o destaque da trama. Foi assim com Bárbara (Giovanna Antonelli) em “Da Cor do Pecado”, Leona (Carolina Dieckmann) da novela “Cobras e Lagartos”, Flora (Patrícia Pillar) de “A Favorita” e a inesquecível Carminha (Adriana Esteves) de “Avenida Brasil”.

Quando Atena foi apresentada no teaser de “A Regra do Jogo”, supostamente aparecia na tela mais uma super vilã do autor. Quem não se lembra da loira cochichando no ouvido de um personagem e logo depois dando um empurrão brutal em outro? A cena foi impactante e gerou muita expectativa em cima da personagem de Giovanna.

Mas, quem foi “empurrada” na novela foi a própria.

Atena que tinha tudo pra ser a nova sensação do horário das 21h, se tornou uma grande decepção. A começar pelas caras e bocas e a risada surreal que não convenceram ninguém. Boatos que Giovanna Antonelli se inspirou na risada da diretora da trama Amora Mautner, a mesma que afirmou que “A Regra do Jogo” seria a melhor novela que a Globo já fez, e que inventou a “caixa cênica”, uma besteira televisiva que caiu no esquecimento após ser criticada até por atores como Tarcísio Meira. Mas essa é outra história, o fato é que o telespectador não achou nenhuma graça na risada forçada da Atena que mais parecia à de alguém sob efeito de entorpecente.

Se Atena não era má nem tão pouco engraçada, acabou se tornando patética. Enganada e rejeitada pelo amado, virou escrava, foi submetida a maus tratos e teve até que usar coleira como se fosse um cachorro. A pseudo vilã se tornou uma boboca que viveu a novela inteira em função de agradar e implorar o amor de Romero (Alexandre Nero).

Se a personagem tivesse uma frase seria algo como: “Até onde Atena irá por amor?” Vilã ou uma mocinha sofredora? Diferente de outras vilãs que tem sua maldade aflorada após serem rejeitadas por um grande amor, Atena apenas se rastejou por Romero. Patético para uma personagem que foi apresentada no início da trama como alguém que manipularia e comandaria à todos.

No capítulo de terça-feira (23), Atena finalmente agiu como uma vilã de verdade. Convenceu Toia (Vanessa Giácomo) a matar Romero ao queimá-lo vivo. Mas será que essa era realmente a sua intenção? Será que Atena queria o amado morto? Se fosse uma Bárbara, Flora ou uma Carminha... mas em se tratando de um projeto de vilã como foi a Atena durante toda a novela, duvido.

Vamos aguardar os últimos capítulos para conferir.

Se “A Regra do Jogo” deu a volta por cima e recuperou a audiência nos meses finais da trama, não podemos dizer o mesmo da personagem Atena que foi a grande decepção da história e vai ficar marcada como a pior vilã das novelas do João Emanuel Carneiro.

E você, o que achou da personagem? Comente abaixo no Disqus.
Tecnologia do Blogger.