“Casos de Família” é um pit stop das novelas mofadas do SBT

Por: Ton Estevão, 02/02/2016

Christina Rocha


Nem só de novelas mofadas vivem as tardes do SBT. O programa "Casos de Família", com uma hora de duração, é uma dose generosa de barraco televisivo em meio a tantas novelas repetidas no horário. Não que seja melhor que as novelas, mas funciona quase como um pit stop para o telespectador respirar um pouco de ar puro e poder aguentar o restante da programação.

A apresentadora Christina Rocha é uma espécie de "mulher macho" da TV. Depois de ter apresentado em tempos jurássicos o programa "Aqui Agora" e "Alô Christina", cópia do homônimo argentino da Telefe "Alô Suzana", sem o mesmo sucesso do original, a apresentadora hoje cuida com pulso firme dos casos das famílias alheias na TV.

No seu programa, os barracos não ficam restritos aos convidados, Christina Rocha mete a mão na massa e já partiu para o ataque em diversas ocasiões. Certa vez, num clima de gritaria, confusão e muito vuco-vuco, expulsou uma participante que chamou o programa de "baixaria", detalhe para o tema do dia em questão: "Os filhos são seus e quem tem que cuidar sou eu? Vai se ferrar!”. Imagina Christina Rocha, baixaria nenhuma, programa finíssimo o seu! ¬¬

Em outra ocasião quando um homem admitiu que matava cachorros e que inclusive mataria o da apresentadora, Christina também expulsou o cidadão do palco que, ao se recusar a sair, teve que ser carregado pelos seguranças do programa. O tema do dia era: "Não acredito que você goste de um cara tão agressivo!".

Aliás, temas hilários, ridículos e bizarros não faltam ao tele barraco do SBT. Confira abaixo alguns deles:

Não tenho parentes, só serpentes.
Você se acha filé mignon mas é carne louca.
Quer pegar o meu marido? Relaxa no fogão querida!
Amo minha mãe, mas prefiro o funk.
Acho que meu Príncipe é uma Cinderela.
Você não sabe diferenciar uma mulher de uma travesti.
Você está sendo traída....sabe de nada inocente!
Não consigo parar de acessar o site Detona TV.


O último tema é apenas uma brincadeira, caro leitor, o programa jamais teria um tema tão bom! (Risos)

Auto propagandas à parte, fato é que ainda me pergunto quem se sujeita à participar de um programa de TV para expor a sua intimidade e a intimidade das pessoas com quem se relaciona, tudo por um lanche de mortadela e refrigerante mais um cachê de R$ 80,00 ? Não sei você, mas apesar de amar mortadela, eu jamais aceitaria.

A verdade é que, assim como outros programas do gênero, existem inúmeras suspeitas de que tudo seja armação. Os participantes, na realidade, seriam figurantes que participam de tele barracos de diversas emissoras, alguns inclusive já tem como profissão - participantes de tele barracos, tamanha a assiduidade nesse tipo de programa de TV!

A apresentadora da atração, como é de se esperar, nega que tudo seja armado. Veja o que ela disse em uma entrevista: “O programa está há 11 anos no ar, cinco no formato antigo e há seis anos no ar comigo, sob a direção de Rafael Belo. Quem não acreditou até agora, que não acredite. Estou de saco cheio. Eu não ia dar a minha cara para bater. Eu seria muito burra de falar uma coisa que não fosse verdade”. Então tá, né!

Para o telespectador, além da dúvida sobre a veracidade dos casos apresentados, resta a diversão de ver supostas famílias se engalfinhando na TV e a doce sensação ao assisti-los de que a sua própria família não é tão ruim assim. Serve ainda como uma oportunidade de respirar um pouco numa programação vespertina tão cheia de mofos como a do SBT.

O que acha do "Barracos de Família"? Desteta ou se diverte?
Tecnologia do Blogger.