Sem graça, "Encrenca" sobrevive de "ZapZap"

Por: Guiga Bates. atualizado em 07.03.2016

"Bora Toma Uma", Carlão tenta fazer graça com sua voz grossa
Decepcionante procurar uma alternativa na TV aberta num domingo a noite, achar uma suposta novidade em ascensão e notar que a mesma não tem nada de decente a oferecer.

O "Encrenca", humorístico dominical da RedeTV!, não passa de uma cópia mal feita e frustada inspirada no "Pânico". Sem nenhuma originalidade, a atração depende de vídeos populares.

A versão televisiva do programa de rádio "Quem não Faz, Toma", se escora e sobrevive dos famosos e virais vídeos que circulam no aplicativo WhatsApp. Perdi as horas no relógio com o tamanho exacerbado da duração do quadro. Agonizante é ter que aguentar a narração de quatro apresentadores sem o menor sal. Tatola Godas, Dennys Mota, Ricardinho Mendonça e Ângelo Campos forçam a comédia apelando para gargalhadas e comentários toscos a medida que os vídeos são exibidos.

Para segurar a audiência, principalmente no embate contra o "Pânico na Band", o "Encrenca" estende o quadro e causa cansaço com o "ZapZap". É a única carta na manga. Incontáveis replays e vídeos já exibidos em outras edições preenchem o vazio até o momento de encerrar o programa.

Como uma forma de atrair público e se beneficiar do sucesso do aplicativo, outros quadros da atração são exibidos dentro do formato do "ZapZap". 'Bora', 'Cantadas de Pedreiro',  'Dilma Rousselfie' são chatos e bobinhos. Irritante é ter que assistir boa parte do programa reduzido num retângulo de tamanho inferior a tela da TV.

Com conteúdo escasso ou quase nada, me admira tal programa chinfrim vencer frequentemente o "Pânico na Band". Em horário de confronto direto, chega a marcar incríveis médias de 4 pontos no Ibope. 

Não sabemos até quando o público vai suportar essa vida de "ZapZap". Vale lembrar que boa parte do conteúdo explorado pelo programa facilmente é encontrado em redes sociais. Uma hora enjoa. Se a RedeTV! não investir e der uma melhorada significativa no humorístico, a emissora corre o risco de se meter em encrenca e novamente desaparecer das noites de domingo.                                                                                  
Tecnologia do Blogger.