Recentes

Tecnologia do Blogger.

"Domingão do Faustão" corre o risco de derrapar sem novidades

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016
Por mais criticado e esculhambado que seja pela maioria do público, Fausto Silva ainda segue invicto em audiência e faturando uma bolada no comando de seu tradicional "Domingão do Faustão", na Globo.

Fausto, além de chato e mala, é querido pelo seu jeito irreverente e as vezes sem filtro e frequentemente repercute nas redes sociais. Seu programa também é um dos que mais atrai público no fim de semana. No "Domingão" circula grandes nomes da música e outras personalidades do mundo artístico que estão em evidência na mídia. Não é toa que permanece por tanto tempo na TV. Sem dúvidas é um mega apresentador por conseguir segurar um programa ao vivo por 26 anos. Mas, se não houver novidades, o público vai se dissipar.

No programa exibido neste domingo (10), o telespectador notou uma atração meio vazia. Games, entrevistas, números circenses, aventura, cassetadas e só! Resumindo, um porre daqueles! Não dar para aguentar três horas e meia de Faustão falando sem parar, ainda mais com tantas pautas fracas.

Quando exibiu mais uma temporada do "Dança do Famosos" no ano passado, o dominical mantinha uma boa média. Sem o concurso, tá capengando! O último "Domingão" labutou para segurar pelo menos 13 pontos. O "Temperatura Máxima" que o antecedia, exibiu um filme bem fraco que derrubou os 17 pontos do "The Voice Kids". Aí lascou!

Vale lembrar que do outro lado, Rodrigo Faro e Eliana investem pesado em pautas sensacionalistas e populares, muitas vezes com êxito. A guerra de audiência é declarada aos domingos! Isso não quer dizer que o Faustão tenha que seguir o mesmo caminho da exploração barata. Bons quadros já aprovados pelo público, como "Os Iluminados", "Quem Chega Lá?", "Se Vira nos 30", "Arquivo Confidencial", "Dança da Galera", entre outros, podem ser aproveitados e reformulados até a volta do "Dança" ou até quando aparecer outra novidade. Por outro lado, o "Domingão" não pode virar refém de um quadro de dança. Além do mais, Fausto tem a disposição um grande arsenal da Som Livre e artistas de peso da casa. O jeito é aproveitar!

Errando e acertando, Fausto nunca deixou seu programa cair na mesmice que segue a concorrência. Vira e mexe alguma coisa nova surge na telinha. É um dos poucos que sabe fazer ao vivo. Se demorar muito para aparecer novas ideias, aquele período tenebroso da década de 90 e início dos anos 2000 talvez volte atormentar o Faustão.

Comente abaixo no Disqus. 
                                                                                      Por: Guiga Bates

Recomendamos para você