Careca de Cláudia Rodrigues é explorada pelo "Domingo Show"

Por: Guiga Bates, 31/01/2016

Cláudia Rodrigues em entrevista a Geraldo Luís no "Domingo Show"
Antes que me condenem, é importante frisar que tenho maior respeito pela atriz. De "Caça-Talentos" ao "Zorra Total", Cláudia Rodrigues marcou gerações com seu talento nato de fazer rir e grande capacidade artística.

Cláudia está afastada há dois anos da TV para tratar da esclerose múltipla. Recentemente foi submetida a um transplante de células-tronco. Antes da cirurgia, ela passou por um rigoroso processo de preparação por quatro meses, incluindo quimioterapia. Durante o tratamento, ela teve que raspar a cabeça.

É nesta careca que vem a queixa do Detona TV. A cabeça rapada da atriz não é o problema. O que incomoda é a exploração barata da sua aparência e condição de saúde feita pelo sensacionalista "Domingo Show", apresentado pelo "contador de histórias", Geraldo Luís. Na edição deste domingo (31), o programa exibiu uma matéria sobre a situação da Cláudia Rodrigues.

Tem que ter muta paciência e perseverança para suportar Geraldo Luís na TV. Ao conduzir a "Reportagem" sobre a Cláudia, dar nos nervos o festival de enrolação, música instrumental épica de cinema, congelamentos e câmera lenta.

Trechos dos principais trabalhos da atriz na Globo, depoimentos de nomes do elenco da Record, reprise de matéria arquivada, entrevistas com ex-colega e parentes da atriz preencheram o tempo. Num banco de uma praça qualquer, Geraldo aparece recitando seu texto pobre e improvisado, repetindo as mesmas frases. Avisa uma, duas, três vezes que logo se encontrará com a atriz e que mostrará a careca dela. "Ela está curada?", dizia o GC na tela.

Chegou a dizer que quando a eterna "diarista' estava no auge, ela tinha vários amigos e que depois de sair da TV, foi esquecida. Por pouco achei que iria atacar a Globo. Não foi dessa vez.

Segundo o apresentador, Cláudia combinou de enviar vídeos pessoais durante o período de tratamento com a intenção de "fazer uma campanha" sobre a esclerose múltipla e que tinha escolhido o programa por ser "sério" e "ter respeito do público". Logo no início, Geraldo informa um período de quatro meses, no fim da matéria, já diz que foram três meses.

Após insuportáveis 55 minutos martelando informações repetitivas e conversa fiada, Geraldo resolve encontrar a Cláudia e exibir a exclusiva. Supostamente emocionado, o apresentador se dirige e bate na porta da atriz. Visivelmente debilitada e usando máscara, ela abre a porta. Um câmera já filmava lá de dentro do seu apartamento. Ao som emocionante de "Now We Are Free", de Enya, Cláudia já vai logo avisando que não pode abraçar e beijar.

Prontos para a entrevista exclusiva, o chato faz questão de usar frases de efeitos honrosas para arrancar lágrimas da atriz. Até que consegue. "Seria covarde fazer uma reportagem com você nesse momento...estou fazendo um documentário", justifica Geraldo. Não satisfeito com a careca, Geraldo pede para ela tirar a máscara de proteção que usava no rosto. Segundo ele, o público quer saber como anda o rosto da atriz. Cláudia atende e exibe um belo sorriso.

O longo "documentário" de 1 hora e 45 minutos se encerra com uma surpresa de amigos e um pedido de abraço feito pelo Geraldo. Cláudia Rodrigues novamente atende, correndo risco de contaminação.

Conclusão simples: Geraldo não quer fazer campanha sobre a doença ou ajudar a atriz. Como sempre, ele quer audiência.

Comente abaixo no Disqus!

Tecnologia do Blogger.