Uma inutilidade, "Câmera Record" abusa de temas batidos

MC Soffia foi destaque no "Câmera Record"
Depois alguns que frequentam este modesto espaço me detonam de que persigo a Record. Persigo mesmo! O que é ruim é para ser dito. Nesta quinta (22), com muito esforço sintonizei na emissora do Edir para descobrir do que se trata o "Câmera Record". Para que você não confunda, já que tudo é igual por lá, este jornalistico é apresentado por Marcos Hummel.

O "Câmera Record" é um jornalístico temático, com uma hora de duração, que diz trazer documentários sobre assuntos de interesse da população em geral, curiosidades, viagens, serviço, finanças e locais. É vendido como "nunca visto antes". Ah, tá!

Pois bem, a pauta da semana: mirins do rap. Oi? Isso mesmo. O programa girou em torno de crianças que são tidas como apostas no rap, além de abordar suas respectivas dificuldades. Só faltava aparecer Rodrigo Faro e Geraldo Luiz para dar mais "vida" a matéria. Para incrementar a falta de assunto, temas como racismo contra celebridades, detalhe, celebridades da Globo, voltou a ser repisado.

A sensação que tive é que o "Câmera Record" não passa de mais inutilidade e mesmice na grade da emissora. Para constatar esta tese, resolvi saber mais. Veja a seguir quais foram algumas das pautas de edições anteriores do jornalístico e dê-me a razão:

"Herdeiros da fama: quem são os responsáveis por substituir grandes ídolos da música"
"Veja por onde andam os ex-peões e os artistas que um dia fizeram sucesso"
"Quais são os vídeos que mais fizeram sucesso em 2015?"
"Bastidores do maior festival de sertanejo do Brasil"
"Artistas que se expõem demais nas redes sociais"

Vê se eu tenho paciência pra isso? Novamente o departamento jornalístico apela para sub-celebridades, polêmicas e besteiras. Para tapear a escassez de conteúdo, de vez em quando temas sobre saúde, superação e pobreza aparecem na tela. Nada de novo. É tipo um "Domingo Espetacular" do meio da semana. E vamos combinar, aquela narração massante do Hummel não desce, ô voz chata!

Sem boas pautas e assuntos batidos, "Câmera Record" se mostra inútil e mais um programa cópia da própria emissora que não tem diabo de nada para oferecer.

Estou errado? Comente abaixo no Disqus.

                                                                                     Por: Guiga Bates, redator-chefe do Detona TV
Tecnologia do Blogger.