Será que foi uma decisão equivocada do SBT extinguir duas horas do “Domingo Legal”?


Será que foi uma decisão equivocada do SBT extinguir duas horas do “Domingo Legal”? O programa anteriormente se mantinha na vice-liderança e muitas vezes atingindo o primeiro lugar. Como diz o ditado, "não se mexe em time que está ganhando". E o SBT parece ter subestimado essa verdade fundamental.

Sílvio Santos firmou uma parceria com a Disney que prevê a exibição de enlatados por duas horas diárias na grade do Mofo, das 11h e 13h, também aos domingos. Segundo a direção do SBT, Celso Portiolli continuaria com as duas horas onde melhor se sai bem em audiência, resultando em quadros menores e mais dinâmicos. Fora isso, o apresentador ganhou duas horas nas noites de sábado com o programa mais baixo nível de "um sábado a noite", o "Sabadão". É muito Celso em pouco tempo. O publico dorme com o Celso e acorda de ressaca no domingo de cara com o apresentador novamente. 

Bastou pouco tempo para se comprovar os primeiros resultados. A situação não está nada fácil para o programa. Após a estreia do “Mundo Disney”, a atração de Portiolli viu o sensacionalista “Domingo Show”, da Record, disparar em audiência e conquistar a preferência do público.

E você, concorda com as mudanças ou prefere sofrer como antes jogando fora parte de seu domingo assistindo quatro horas de "Domingo Legal" exibindo quadros ultrapassados, elenco de Carrossel e Chiquititas o tempo todo, sub celebridades e artistas mexicanos?

                                                                                      Por: Guiga Bates, redator-chefe do Detona TV
Tecnologia do Blogger.